sexta-feira, 27 de janeiro de 2017

Bom dia, Azurras - nº 2.450

PREOCUPAÇÃO ESTÁ NO AR
Se ontem escrevi a Bom dia, Azurras relativamente preocupado com a atuação do Avaí em sua primeira participação valendo pontos este ano, no decorrer do dia, os comentários deixados neste espaço mostraram que não estávamos errados.

Verdade seja dita, escrevi em algumas oportunidades nesse espaço, que o Leão começaria a temporada de 2017 com vantagem, em função de ter mantido a base da equipe que alcançou o acesso o ano passado.

No entanto, não foi isso que aconteceu. Aquela expectativa sobre a estreia foi frustrada, e esse é o discurso comum da torcida avaiana, ainda que se considere que estamos em início de temporada.

Claro que estamos começando, ainda nem estreamos no Campeonato Catarinense, que para o Leão começa amanhã, nem na Copa do Brasil, que será em 15 de fevereiro, e muito menos no Campeonato Brasileiro da Série A, que começará em maio.

Porém, mesmo assim, não há como disfarçar a preocupação, principalmente com algumas apostas da diretoria, que já mostraram não merecer tanto crédito...




EM DIA
Minha preocupação com que assisti na quarta-feira foi tanta, que cheguei a aventar a possibilidade de problemas externos, algo dos bastidores do Sul da Ilha, como aquela tal "falta de suporte", alegada por alguns boleiros na entrega do acesso em 2013...

Para tentar dirimir tal dúvida, fiz um contato com um "quero-quero" muito próximo das coisas do Leão, e apesar de não saber num primeiro momento, enviou uma mensagem diretamente do evento ocorrido ontem à noite no Sul da Ilha, afirmando que tudo está em dia...

Menos mal, que estão pagando, mas a preocupação aumenta na medida em que o time jogou muito pouco para quem está sendo bem tratado...





INTERPRETAÇÃO FAZ PARTE
Ao que parece, teve gente que não entendeu as minhas colocações feitas sobre o técnico Claudinei Oliveira, na nota "ADEUS INVENCIBILIDADE". Fui bem claro quanto a invencibilidade do ano passado, até porque foi Evando quem dirigiu a equipe na derrota por 3 a 0 para o Atlético Goianiense.

No entanto, este ano o técnico avaiano ainda não sabe o que é vencer, e como disse ontem, mesmo com muito crédito junto a todos nós, Claudinei Oliveira sabe que este ano será bem mais difícil que a temporada passada...

Nunca é demais lembrar, interpretação faz parte do texto, e tenho certeza que aqueles que não gostaram da nota, devem ter gostado menos ainda do que viram contra o Paraná...
Foto: Antônio More/Gazeta do Povo





MUITA ÁGUA
Na Bom dia, Azurras de ontem, comentei que a programação de ontem no Sul da Ilha, apresentação das novas camisas, do elenco e até do lançamento do livro sobre o centenário do Riachuelo, havia recebido aquela famosa  "água no chopp", com a derrota de quarta-feira.

Porém, o que não se poderia prever, é que mais uma vez, em evento programado pelo Avaí, São Pedro fosse demonstrar sua má vontade, fazendo chover tudo e mais um pouco, atrapalhando um maior público no evento.

Mesmo assim, há que se elogiar a torcida avaiana, que se fez presente mais uma vez.




EVENTO DE SUCESSO
A quinta-feira, apesar de toda a chuva, da derrota na quarta, esteve contagiada por um grande brilho. O evento de lançamento das camisas, bem como da apresentação do elenco, foi deveras inovador, até pelo fato de ter sido feito fora do estádio.

A torcida avaiana se fez presente, e se o número de torcedores não foi maior, muito deve-se ao fato das condições climáticas, como citei acima, com o "bondoso" São Pedro jogando contra os interesses do Avaí, mas...




CAMISA 1
Estou longe daqueles críticos que acham que o "azul" do Avaí tem que ser o do escudo. Tenho alguns quilômetros mais rodados que muitos que hoje frequentam a Ressacada, e nos anos 70, quando nosso querido ex-presidente Fernando José Caldeira Bastos montou um grande time, que tinha Zenon como camisa 10, nosso manto era todo azul celeste, feito o Napoli, da Itália, ou até como da Seleção Uruguaia.

Porém, no manto atual, creio que os "designers" do Oeste de Santa Catarina erraram feio no tamanho das listras, desnecessariamente inovadoras, fazendo parecer mais uma camisa de "gincana colegial"...

Não gostei!




CAMISA 2
O segundo uniforme, tradicionalmente branco, manteve um padrão normal, onde as mangas acabam surpreendendo, muito mais pela "surpresa", que por ter agradado...

Em relação aos uniformes de uma maneira geral, sou de um tempo em que não havia patrocínio nas camisas, e até por isso, prefiro modelos tradicionais. Simples assim.

Se me fosse possível escolher um modelo, voltaria ao que vestimos em 2012, ano do nosso último título. Ainda que tenha os patrocínios, estaria mantido a tradição da camisa, independentemente do tom do azul.




AS MELHORES
Ao que tudo indica, o torcedor avaiano voltará suas escolhas para outra camisa, nem a primeira, nem a segunda, mas a linha das camisas de treino, ou de passeio, que adotaram um azul mais forte, mais escuro.

Diga-se de passagem, naquela oportunidade, quando o Leão lançou um terceiro uniforme dois tons de azul, semelhante ao da foto, tal modelo também acabou caindo nas graças da Seleção Brasileira em seu uniforme número 2...




INSENSIBILIDADE
Se me perguntarem o que eu acho do goleiro Maurício Kozlinsli, diria que não gostaria de vê-lo atuando pelo Avaí, em função de sempre que joga, acaba sofrendo uns gols estranhos...

No entanto, do alto do meus anos de vida, creio que nada justifica, numa apresentação de uniforme, de elenco, vaiarem o jogador, como fizeram ontem na Ressacada...

Talvez poucos saibam, mas o goleiro contratado, Douglas, está no departamento médico, e não sei se terá condições de jogo para amanhã. Se não tiver, com que condição Kozlinski entrará em campo?

Tem gente se achando mais real que a realeza, afinal de contas, poderiam ter vaiado vários outros, dos chinelinhos aos sangue-sugas, mas miraram apenas no goleiro...

Lamentável!






Saudações AvAiAnAs!

32 Comentários:

ANDRÉ LUIZ disse...

André a camisa n 1 é aceitável, a de treino é top, mas as outras são piores do que as camisas que o Fastao veste aos domingos, ridículas, a diretoria tá de brincadeira.

Diego Feliciano disse...

Bom dia! Com certeza comprarei a de aquecimento toda azul, foi a mais bonita! Se a camisa 1 fosse azul mais escuro ficaria bonita tbm. Nada contra o azul celeste, mas creio que poderia se no terceiro uniforme o celeste, sei lá! Grande abraço André!

Rodrigo Póvoas disse...

Olá André! Concordo contigo no que diz respeito ao goleiro Kozlinski. Embora eu acredite que ele venha falhando muito e que já tenha tido muitas oportunidades, acho totalmente descabido vaiar o profissional numa apresentação de uniforme, de elenco, como fizeram ontem na Ressacada. Quanto aos uniformes, achei a camisa 1 parecida com a do Paysandu (papão de belém do Pará). Prefiro um azul da cor do escudo do Avaí e com listras mais tradicionais. A impressão que eu tenho é de que os "designers" do Oeste de Santa Catarina estão se inspirando em abadás de carnaval.

ney.lf disse...

Sou Avaiano mas não sou cego, simplesmente horrível.
Vai ser o único time do Brasil que as camisas de treino e passeio venderão mais que a camisa número 1. Porque não desenharam alguns modelos e deixarem a torcida escolher afinal, as camisas não são feitas para que eles, os torcedores, comprarem?
Então porquê não deixam que opinem e escolham as mais votadas.
Certamente não comprarei...

Sergio Nativo disse...

Esses dois jogos me fez lembrar a era Silas. Um amontoado de jogadores desinteressados em campo e um técnico perdido. Sobre as camisas nem vou comentar. So espero que o Avaí tenham ganho muito, mas muito dinheiro com isso. Quanto a Kozlinski pode até ser um bom goleiro, mas no Avai não tem sorte. Toda vez que atua o time perde. Hora de mudar de ares e o Avai investir em um goleiro que ja venha para ser titular na Serie A.

Aldojan disse...

André, bom dia!

Com relação ao início desta temporada, me causa grande estranheza no universo da Ressacada, um jogador como o João Paulo antes demitido e agora reintegrado ser titular numa posição que não é a dele. Já teve várias chances e não mostrou futebol para fazer parte do elenco quem dirá titular. Esse tipo de coisa que não dá pra entender no Avaí.
Sobre o uniforme, fico com a opinião da maioria dos torcedores, de todas gostei mais das camisas de treino. No mais não me identifico e acho que esse uniforme não represente o nosso Avaí e sim o Paysandu.

Abraços e boa cirurgia pro amigo.

Raniere disse...

André, sobre o tom de azul da camisa número 1 eu preferia que fosse o do escudo, mas é questão de gosto. Sobre o design da camisa número 1, eu preferia a das listras verticais similares a da camisa de 2012, bem lembrado por ti.
Sobre a escolha dos uniformes, creio que ela é feita pelo clube, que tem a prerrogativa de aceitar ou não. Recentemente um uniforme de treino foi rejeitado pela direção do clube.
Pra mim também a camisa mais bonita de todas foi aquela com listras horizontais alternadas em 2 tons de azul. Comprarei uma.
Sobre a vaia ao goleiro avaiano, só temos a lamentar.
Achei bacana a participação de torcedores na apresentação dos uniformes.
Infelizmente o tempo não ajudou, mas não tirou o brilho do evento. Parabéns aos que estavam lá.
Amanhã a roedura de unhas será grande.
Grande abraço.

Nelson Andrade Filho disse...

André, não precisa te preocupar com a questao dos salários atrasados.
Se isto acontecer, a imprensa, principalmente a RBS, tem um informante forte lá dentro para passar a notícia: "Marquinho Santos", nosso ex-atleta.

Valter disse...

Sobre os uniformes não vou entrar nesta polêmica. Quando gosto faço o possível para comprar.
Sobre as vaias ao Koslinki e ao João Paulo, acho que o nosso torcedor pisou na bola, não era momento pra isso acontecer.
No mais, desejo uma grande partida contra o Criciúma, mas sei que não será fácil.
Valter Ricardo - Os Teimosos - Garopaba.

sergio araujo disse...

Avaí insistindo no azul calcinha...

ManoelNilson disse...

André, apesar de ser um goleiro de nível técnico muito fraco, ontem, naquele evento, por a questão de respeito e educação, koslinski não deveria ser vaiado. Ja quando Claudinei Oliveira força a barra com João Paulo, merece, nos limites da civilização, sofrer severas críticas. Creio que o nosso técnico procura sarna pra se coçar ao afrontar à torcida com a insistência nada inteligente de um jogador pior que dor de dente, que, comprovadamente, pelo o que fez no ano passado e está fazendo este ano, sem as mínimas condições de atuar em nosso Time. Ainda mais quando o M10 não joga. Emerson Nunes, gente boa, cometeu este erro. Certa vez, deixou M10 no banco de reserva e escalou Zangão. Lembram do Zagão? Deve ficar claro e evidente que não estou aqui fazendo elogios ao nosso maior craque, mas apenas criticando Claudinei Oliveira pela escalação de João Paulo. Também sei que muita gente vai dizer que Claudinei de Oliveira tem muito crédito com a torcida, mas neste ponto creio que não. A este respeito há unanimidade. Penso aque a diretoria deve ter a coragem de falar isso pro nosso técnico para que não caiamos nos mesmos sofrimentos dos anos anteriores. Alguém da comissão técnica tem que ter a voragem de fazer com Claudinei Oliveira o que Moisés Cândido fez com o Silas em 2009. Lembram do resultado obtido naquele ano?

Carlos avaiano disse...

Claudinei tirou leite de pedra ano passado num campeonato duro, agora sabe que este ano, será mais duro ainda, e começa a testar todas as possibilidades para mostrar e provar para seu presidente e empresários, quem realmente servirá para o time dele, e ele não vai querer comprometer seu trabalho e futuro.
Quanto ao goleiro titular, tem o ditado que diz: um bom time começa pelo goleiro, e em 2015 e 2016, isto ficou bem evidenciado, um rebaixamento e um acesso.
Tenho visto o empenho de gozar o do lado de lá a falta de uma estrela, acho que um pouquinho de empenho na B é possível consegui-la, Joinville e Criciúma conseguiram estrela mais expressivas que a nossa C. Sabem o que vai acontecer se eles conseguem uma da B mesmo devendo o acesso da C vão deitar e rolar em cima de nós.
Se fôssemos um pouco mais competentes, teríamos a nossa B em 2016.

Fernando TS disse...

Particularmente achei as camisas bonitas, sobretudo a de treino. Não vejo problemas em variar nas tonalidades do azul. Mas compreendo as críticas e a saudade de um azul mais escuro.

O goleiro Kozlinski não foi bem quando acionado no ano passado. Está tendo a sequência de jogos neste ano e também não está se saindo bem. Contudo, concordo com o blogueiro e com os demais avaianos que julgam desnecessárias as vaias direcionadas ao atleta na noite de ontem. Mas vale ressaltar que ele não provou - ainda - que será útil ao elenco.

Assim como o André, também comecei o ano otimista pela manutenção da base do ano anterior, contudo, a péssima atuação diante do Paraná aciona um alerta na torcida. Por motivos particulares não acompanhei a partida, mas pude ler/escutar as críticas e vi que foram veementes.

Falar em paciência pode ser inoportuno e desgastante, mas creio que tenhamos que observar o elenco em mais uns dois jogos oficiais, embora eu saiba que o aperitivo até aqui tenha sido péssimo.

Forte abraço aos avaianos e secadores que acompanham o blog!

Fernando TS

Helton disse...

50 tons de azul... esse não é o problema!
Prezado André, todo ano essa polemica sobre as cores do uniforme, já reparou? Tens razão quando mencionas que esse azul bem claro já foi usado no passado. Lembro que, bem pequeno, tinha uma camisa de algodão listrada com azul bem claro. Para mim, o problema é que deveria haver uma regra, talvez no estatuto: 1) a camisa 1 será sempre listada, sem mudanças na dimensão da listada; 2) a camisa 2 será branca; 3) a camisa 3 mudará anualmente, em conformidade com marketing, etc. Mais fácil, não?
Pessoalmente, gosto do tom de azul que a Kappa utilizava, quando era a fornecedora do material. Mas azul é sempre lindo, valem 50, 100 tons de azul. Mas que essa camisa nova número 1 ficou estranha, ficou...
Eu, se tivesse poderes, fazia a camisa 1 com o azul do escudo. Simples assim!
Para encerrar: mais relevante e importante do que os tons de azul é o time que está sendo montado. Precisamos ter jogadores à altura da Série A, para pelo menos permanecer na Série A. É isso que importa!
Helton

Carlos avaiano disse...

Engraçado, compram e aprovam camisas comemorativas as vezes em cores que em nada representam a tradição do clube, agora fazem um carnaval pelo simples tom mais claro ou mais escuro? Olha pessoal como avaiano que começou a curtir e acompanhar o clube nos anos 70 quando o uniforme era o azul celeste, digo que sendo avai, qualquer tom de azul fica bem e gosto é gosto cada um curta o seu.
E tem que ser bicolor, azul e branco e até o goleiro tem que ser azul, usando sempre o uniforme invertido dos jogadores de linha, sempre azul e branco, cinza, amarelo, bordô foi invenção e imitação de outros clubes.
Querem levantar uma discussão, vamos discutir o número ridículo de sócios, já que batemos no peito em sermos a maior torcida do estado.

Adrian Goncalves disse...

Concordo mas o uniforme diferente do goleiro faz faz parte da regra do jogo!
Se o goleiro entrar em campo trajando as cores de seu time ou do adversário o mesmo e punido com cartão amarelo!
Além de EU achar uniformes de goleiros
Coloridos e diferentes muito bonitos.

André Tarnowsky Filho disse...

Xará Luiz,

Na entrada em campo do Leão em Criciúma, achei a camisa bem vistosa...

André Tarnowsky Filho disse...

Diego Feliciano,

Comentei isso com um dirigente avaiano, a listrada tradicional como nº 1, a branca como nº 2, a celeste como nº 3 e azul marinho como nº 4, mas preferem não dar ouvidos ao torcedor...

Abraço!

André Tarnowsky Filho disse...

R.Póvoas,

Nada como um jogo após o outro. Não gosto do Kozlinski, mas foi importante em Criciúma. Quantos as vaias, sem propósito mesmo.
Sobre a camisa, disse acima, achei a camisa bem vistosa...

André Tarnowsky Filho disse...

Ney LF,

Também não gostei, mas quando vi o time entrando em campo, mudei de opinião...

André Tarnowsky Filho disse...

Serjão,

Posagora...
Nada como um dia após o outro, né?
Até eu, que critiquei o Kozlinski, achei que fez um bom jogo contra o Tigre...

André Tarnowsky Filho disse...

Aldojan,

A diretoria se atrapalha com coisas tolas, e esse exemplo do João Paulo é apenas mais um exemplo, que poderia ter sido perfeitamente evitado, até porque já havia sido dispensado...
A camisa não é tão ruim assim...

Abraço!

André Tarnowsky Filho disse...

Raniere,

Gostei da ponderação no teu comentário, mas a única coisa que não aconteceu foi roer as unhas na partida contra o Tigre, né?

Grande abraço!

André Tarnowsky Filho disse...

Nelsinho,

Tens razão, havia esquecido...
hehehehehe

André Tarnowsky Filho disse...

Professor Valter,

O amigo está coberto de razão.

André Tarnowsky Filho disse...

Sérgio Araújo,

Nos anos 70, também era assim e não havia tanta polêmica...

André Tarnowsky Filho disse...

Manoel Nilson,

Mas é bom esclarecer que Claudinei Oliveira colocou João Paulo no lugar de Marquinhos apenas para poupar o capitão, se é que me entendes...

André Tarnowsky Filho disse...

Carlos Avaiano,

Não concordo contigo.
Nosso time ano passado chegou no limite, não havia mais alternativas...
E ainda superamos Vasco, Bahia, Náutico, Goiás...

André Tarnowsky Filho disse...

Fernando TS,

Felizmente a partida contra o Criciúma chegou para acabar com aquele ambiante de pessimismo que foi criado após a derrota para o Paraná.
Vida que segue!

Abraço!

André Tarnowsky Filho disse...

Helton,

Como disse ao Diego Feliciano, certa vez comentei isso com um dirigente avaiano, a listrada tradicional como nº 1, a branca como nº 2, a celeste como nº 3 e azul marinho como nº 4, mas preferem não dar ouvidos ao torcedor, ou não dar crédito ao blogueiro, bem comum no Sul da Ilha...

Abraço!

André Tarnowsky Filho disse...

Adrian Gonçalves,

Concordo contigo!

André Tarnowsky Filho disse...

Carlos Avaiano,

Muito bem colocado!
Associar-se ao clube, ninguém quer...

Postar um comentário

A MODERAÇÃO DE COMENTÁRIOS FOI ATIVADA. Os comentários passam por um sistema de moderação, ou seja, eles são lidos, antes de serem publicados pelo autor do Blog.

Odontokist

Arquivos do Blog

  ©André Tarnowsky Filho - Todos os direitos reservados.

Modificado por Marcos TOTÔ | Template by Dicas Blogger | Topo