segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

MÃE DINAH SOPROU, by Roberto Costa

Os dois comentaristas do Premiere, que cobriram o jogo barbies versus Chape, viram pênalti no lance da gravata aplicada dentro da área barbie, sobre o zagueiro Grolli da Chape. Estranharam que o árbitro não tenha apitado. Um deles, por certo dotado de espírito apaziguador, aventou a hipótese de o árbitro não ter observado o lance, em razão de estarem muitos atletas aglomerados na área.

Como era de se esperar, Vasel e Faraco viram o lance diferentemente dos comentaristas do Premiere, os quais falam com isenção, pois sendo paulistas ou cariocas, nenhuma preferência têm entre os clubes catarinenses. Vasel usou argumentos de botequim, dizendo que esses agarra-agarras dentro da área são comuns, etc, etc. Fosse na outra área, elegeriam a gravata como o "lance do jogo", falariam a semana inteira dos prejuízos sofridos pelo time do Wil e baixariam muita paulada no árbitro.

E dizer que todos enxergavam o dedo do Delfim interferindo nas bolinhas do sorteio... O leitor acredita em assombrações?

Enfim, Mãe Dinah soprou no ouvido do Faraco, que o "sorteio" vai prestigiar mesmo a bolinha do Héber, até aqui sintomaticamente preservado para o clássico. O Héber, por coincidência, é preferência de dez em cada dez torcedores, ou dirigentes alvinegros. Quem dirige os sorteios de árbitros tem preferência por camisas? Pois é, vai ser o Héber mesmo...

* Roberto Costa é associado do Avaí FC. Charge: Mausé

4 Comentários:

Alexandre Carlos Aguiar disse...

Tu ACREditas que eles são isentos? rsrsr

Roberto disse...

Não, desACREdito. -RC

Postar um comentário

A MODERAÇÃO DE COMENTÁRIOS FOI ATIVADA. Os comentários passam por um sistema de moderação, ou seja, eles são lidos, antes de serem publicados pelo autor do Blog.

Odontokist

Arquivos do Blog

  ©André Tarnowsky Filho - Todos os direitos reservados.

Modificado por Marcos TOTÔ | Template by Dicas Blogger | Topo