sábado, 18 de fevereiro de 2017

VASEL, A PISADA NA BOLA, by Roberto Costa

Sem dúvida alguma, a pisada na bola, do Vasel, destinava-se não especificamente a agredir o amor próprio dos diretores do Rio Branco Football Club. Visava antes manter a costumeira média com os donos da outra agremiação, o time do Estreito.

Muito fácil de entender, o time que o senhor Roberto Alves tem por ofício blindar e elogiar, não correspondeu, não ofereceu razões para enaltecimentos, então, por despreparo e preconceito, o homem que canta "A Professorinha", a título de mostrar serviço, pegou pesado sobre o adversário, depreciou-o sem o conhecer devidamente. 

É claro que não passava pela cabeça de ninguém na RBS, nem no Estreito, uma derrota do furacão para o remoto Rio Branco. Estão pensando o quê?

Mas a derrota estava sacramentada, então, com um pouco mais de bom senso e elegância, Bob Vasel poderia de alguma forma ter enaltecido o time do Norte, com o que amenizaria o vexame do clube do Wil e não pagaria esse retumbante mico. 

Bom senso e elegância...Não seria pedir demais?

* Roberto Costa é associado do Avaí FC

Seja o primeiro a comentar ;)

Postar um comentário

A MODERAÇÃO DE COMENTÁRIOS FOI ATIVADA. Os comentários passam por um sistema de moderação, ou seja, eles são lidos, antes de serem publicados pelo autor do Blog.

Odontokist

Arquivos do Blog

  ©André Tarnowsky Filho - Todos os direitos reservados.

Modificado por Marcos TOTÔ | Template by Dicas Blogger | Topo