segunda-feira, 20 de março de 2017

Bom dia, Azurras - nº 2.502

VITÓRIA COM AUTORIDADE
Avaí voltou a vencer neste Campeonato Catarinense, 4 a 1 sobre o Metropolitano, a primeira vitória no returno, recuperando-se da estreia com derrota nesta fase, e mais importante, voltando a somar pontos para trazer a última partida da final para a Ressacada.

Verdade seja dita, o Avaí fez uma grande partida, não deu margem para que o Metropolitano pudesse se prevalecer do seu reduto, e antes mesmo do dos 10 minutos iniciais, já vencia por 2 a 0, dois gols de Júnior Dutra, o segundo através de penalidade máxima.

Esse foi o placar da primeira etapa, com o Leão tendo várias chances de ampliar, também com Júnior Dutra, e sem ser ameaçado pelo Metrô, que limitou-se a defender, deixando com que Kozlinski fosse um mero espectador da partida.

Para o segundo tempo, era natural que a equipe de Blumenau se jogasse ao ataque tentando diminuir o placar, e até conseguiu ter mais domínio da partida, sem contudo, levar perigo ao gol do Leão.

As tentativas do Metrô acabaram aos 17 minutos da segunda etapa, quando Denilson sofreu uma falta grosseira na frente da área, que Marquinhos cobrou com maestria. Avaí 3 a 0.

Era mais do que óbvio que com essa vantagem enorme o Leão diminuísse o ritmo, e assim acontecendo, após cochilo de Gustavo Santos e Alemão, o Metrô diminuiu com Osmar, aos 29 minutos.

Porém, a tarde era mesmo do Leão, e numa jogada de Vinicius Pacheco com Denilson, o primeiro completou o placar. Avaí 4 a 1.

Até o final da partida o Leão ainda poderia ter ampliado, mas o placar de goleada ficou mesmo nos 4 a 1, numa vitória com autoridade, de quem administrou a partida como quis, sabedor do que tem pela frente.

Vitória incontestável.




O TIME DE CLAUDINEI OLIVEIRA
Como salientamos nos últimos dias, o técnico Claudinei Oliveira teve muitos problemas para definir o time do Avaí ontem em função dos vários desfalques. No entanto, ainda assim, acabou surpreendendo ao escalar no ataque, para o lugar de Rômulo, o garoto João Paulo Lourenço, ao invés de Iury, como vinha sendo anunciado.

Claudinei colocou o Leão em campo com a seguinte formação: KozlinskiGustavo SantosAlemãoBetão CapaRenatoCaio CésarMarquinhos e Júnior DutraLourenço e Denilson.

Essa foi a equipe que saiu jogando, bem como a que voltou para a segunda etapa, e diga-se de passagem, fazendo boa partida.




OPÇÕES NO BANCO DE RESERVAS
Para o banco de reservas, o técnico Claudinei Oliveira tinha à sua disposição um outro time, a saber: Douglas (goleiro), Gustavo e Maurício (zaga), Léo Felipe e João Paulo (laterais), Ferdinando e Lucas Otávio (volantes); Vinicius Pacheco (meia); Iury, Marcelinho e Toshi (atacantes).

Na verdade, com seis jogadores contundidos, Claudinei Oliveira teve que se "virar  nos 30" para montar a equipe, bem como todo o banco de reservas.




AS ALTERAÇÕES
Como citei acima, para o segundo tempo o treinador manteve a equipe, fazendo a primeira modificação somente aos 25 minutos, com Lucas Otávio entrando no lugar de Lourenço.

Aos 36 minutos, saiu Marquinhos para a entrada de Vinicius Pacheco. E logo em seguida, aos 38, a última substituição, Léo Felipe entrou no lugar de Gustavo Santos

De uma maneira geral, não há como tecer críticas ao time do Avaí, que fez uma boa partida e dominou com facilidade o Metropolitano.




DE VOLTA PARA A BRIGA
A imagem acima, reprodução da televisão após o jogo do Leão, ou seja, antes da partida Chapecoense x Atlético Tubarão, mostra com clareza solar que o Avaí voltou a brigar pelas primeiras posições no returno, ou na pior das hipóteses, segue somando ponto para trazer a última partida da final para a Ressacada.

Diga-sede passagem, vou bater na mesma tecla de sexta-feira passada: se houver final no Campeonato Catarinense, o adversário do Avaí deve sair desses três, Brusque, Criciúma ou Chapecoense.

E logicamente vai surgir alguém para perguntar: "E o JEC?" Mesmo tendo feito 6 pontos em dois jogos, não vi futebol para conquistar o returno.




O MELHOR JOGO DO CATARINENSE
Num domingo de sol tímido, temperatura agradável, a partida no Sul do Estado, Criciúma 4x4 Brusque, serviu como um ótimo aperitivo antes de encarar o almoço dominical, e mais que isso, indubitavelmente, o melhor jogo deste Campeonato Catarinense.

Depois de vender caro a classificação para o Fluminense na Copa do Brasil, de ter quebrado a invencibilidade do Leão em plena Ressacada, o Tigre voltou a fazer uma bela partida, mas não contava com a inspiração dos comandados do técnico Pingo, com um Bruscão muito aplicado.

Como citei acima, se tivermos final, certamente acontecerá em função de uma dessas duas equipes, com a Chape correndo por fora...
Foto: Caio Marcelo/Criciúma EC





QUE VENHA O TUBARÃO
A semana será cheia para o técnico Claudinei Oliveira, visto que na quarta-feira o Leão recebe o Tubarão, que briga na parte de baixo na tabela de classificação, e no domingo tem uma partida com cheiro de final, contra a Chape, em Chapecó.

Porém, assim como no turno o Avaí foi batendo cada adversário jogo após jogo, todas as atenções agora estão voltadas para a partida de quarta-feira, às 19h30min, na Ressacada, que apesar do péssimo horário, merece um bom público para apoiar o Leão.




MUITA CALMA NESSA HORA
Já havia escrito a presente Bom dia, Azurras após a partida do Avaí contra o Metropolitano, deixando até a nota anterior pronta para publicação. No entanto, face ao ocorrido em Chapecó, a maior goleada do Catarinense, Chapecoense 7x0 Tubarão, não poderia deixar passar em branco...

Mesmo assim, creio que essa goleada ainda não credencia a Chape como franca favorita. Pegou um Tubarão desfalcado e irreconhecível. Creio que as lambanças do presidente que torce pelo "doladelá", mas preside o time da Cidade Azul está refletindo dentro de campo...

O returno aparece com cinco equipes brigando pela vaga na final: JEC, Tigre, Bruscão, Chape e o próprio Leão, que se conquistar o returno, evita a final...

Os outros cinco brigam para não cair. Simples assim.






Saudações AvAiAnAs!

12 Comentários:

Bruno Severino disse...

Bom dia.

O presidente do tubarão ao invés de se preocupar em criar uma comissão de arbitragem deveria aprender a fazer um time no mínimo competitivo.
A cidade de tubarão merece.

Carlos avaiano disse...

Bom dia amigos
Vejam como somos exigentes
Os campos dos adversários viraram nosso parque de diversões
Mas mesmo assim ainda queremos mais
Reclamamos de tudo
Como comentei antes deste jogo
Criciúma 3x2 foi um acidente
Realmente não iríamos ficar invíctos pra sempre
Ontem ganhamos com folga a mesma equipe que vendeu caro suas derrotas para outras equipes que precisaram de ajuda do apito amigo.
Vamos combinar, deixem esse time jogar e o técnico trabalhar.
Aí no final iremos julgar de preferência com as taças no memorial.

Carlos avaiano disse...

Nelson Andrade Filho disse...

O técnico tem crédito, mas quando começa a fazer besteiras, tem que abrir o olho. Deve ter recebido proposta de outro clube com salário melhor.

Aí eu deixei minha opinião:
Não acredito, não é o perfil dele, acho que foi um deslize normal de um simples mortal.
E acho que estava certo, certo?

Ewerton Allan disse...

Bom dia André.
Gostei do jogo, apesar de um adversário que não está bem, J. Dutra tem que ser titular, apesar que segundo tempo sumiu, penso que nosso técnico poderia ter posto Marcelinho, queria ele mais tempo jogando, e a entrada de V. Pacheco e logo o gol foi primordial a ele, ganhará muito mais confiança.
Não vejo um batedor de fora da area, aquele tipo Leo Gago, seria uma arma entanto.
Finalizo com a pintura do gol de M.10, ele bate com uma tranqüilidade, e pontaria de poucos na atualidade...
Abs

Sergio Nativo disse...

André a goleada da Chapecoense foi a típica. Foi um dia que nada deu certo para um time e tudo certo para outro, mas provou que o time do Oeste não se abateu com a derrota na Libertadores. Fato que se repetiu na goleada do Avai sobre o Metro.
Entretanto nem a vitória da Chapecoense garante que o time embalou de vez, como a vitória avaiana de goleada e jogando um grande futebol lhe garante vida fácil daqui pra frente no Catarinense.
Tem gente falando maravilhas do JEC. Muita calma nessa hora. So pegou galinha morta na Copa do Brasil e baba no Catarinense (Almirante Barroso e o time zoneiro, Figueira). Aguardamos, pois mais umas três rodadas para podermos avaliar melhor quem é quem no returno. Ainda acho que os mais fortes concorrentes ao titulo do returno são pela ordem Avai, Brusque e Chapecoense.

André Tarnowsky Filho disse...

Bruno Severino,

É verdade...

André Tarnowsky Filho disse...

Carlos Avaiano,

Sim, ao teor de exigência da torcida avaiana vai ao extremo...
Mas, apesar de tudo, creio que estamos no caminho certo...

André Tarnowsky Filho disse...

Carlos Avaiano,

Sim, eu também estava certo nessa situação...

André Tarnowsky Filho disse...

Ewerton Allan,

Boas considerações.
Também entendi dessa forma.

Abraço!

André Tarnowsky Filho disse...

Serjão,

Assino contigo, mas nessa lista de concorrentes também coloco o Tigre.

Carlos avaiano disse...

Sim André, vi que você também tinha a mesma impressão.

André Tarnowsky Filho disse...

Carlos Avaiano,

Bola pra frente!

Postar um comentário

A MODERAÇÃO DE COMENTÁRIOS FOI ATIVADA. Os comentários passam por um sistema de moderação, ou seja, eles são lidos, antes de serem publicados pelo autor do Blog.

Odontokist

Arquivos do Blog

  ©André Tarnowsky Filho - Todos os direitos reservados.

Modificado por Marcos TOTÔ | Template by Dicas Blogger | Topo