sexta-feira, 31 de março de 2017

Bom dia, Azurras - nº 2.513

VITÓRIA DE LEÃO
Calma! Essa foto é só uma brincadeira...

Na verdade, com a vitória sacramentada nos últimos minutos de jogo, nem em dei ao trabalho de fotografar o placar com o resultado final, vitória do Leão por 1 a 0, com todos os méritos, diga-se de passagem.

Obviamente, não foi um jogo fácil, nem bem jogado, mas sob qualquer circunstância, indubitavelmente o Avaí foi melhor em campo, muito superior ao time do Joinville, que agora deve ter dado adeus à intenção de chegar à final, que deve ser mesmo entre Avaí e Chapecoense, restando os jogos das últimas quatro rodadas para definir o local da grande final.

O placar dos primeiro tempo ficou mesmo no 0 a 0, sem qualquer vislumbre que merecesse elogios, exceto um gol de Diego Jardel, após belo passe de Marquinhos, mas muito bem anulado pelo auxiliar.

Se tivesse que ressaltar um outro lance na primeira etapa, voto numa defesa de Kozlinski, que garantiu o placar em branco, ainda que o Leão tenha sido nitidamente superior ao Coelho...

Para o segundo tempo, era natural que o Avaí voltasse mais forte, mais determinado, ainda que sem encontrar facilidades para a criação das jogadas. Mesmo assim, o Leão seguiu sendo superior.



Inúmeras foram as tentativas, mas sem uma jogada mais contundente. Porém, sem discussão, OUTRA VEZ o senhor Célio Amorim deixou de dar uma penalidade máxima em favor do Leão, e o que se espera, sem rodeios, é que ganhe a mesma suspensão, ou geladeira, de seus colegas esta semana. E que leve o auxiliar juntos!

Já entrando nos acréscimos da segunda etapa, Júnior Dutra recebeu uma bola num belo contra-ataque avaiano, mas ao invés de partir para cima de seu marcador, lançou Denilson na entrada da área e o artilheiro avaiano não contou tempo em estufar a rede do JEC, batendo de primeira. Não havia tempo para mais nada!

Avaí 1 a 0!

Vitória de quem quer decidir em casa! Coisa de Leão!




O TIME DE CLAUDINEI OLIVEIRA
Como salientamos nos últimos dias, o técnico Claudinei Oliveira remontou a equipe que conquistou o turno, ainda que sem Rômulo, e se percebeu que a maioria estava fora de ritmo, mas fizeram uma partida consistente. 

Claudinei colocou o Leão em campo com a seguinte formação: Kozlinski; Leandro SilvaAlemãoBetão Capa; Luan, JudsonMarquinhos e Diego Jardel; Júnior Dutra e Denilson.

É um outro Avaí!




OPÇÕES NO BANCO DE RESERVAS
O técnico Claudinei Oliveira relacionou 23 jogadores para o jogo de ontem e 
tinha à sua disposição um outro time, e mais um, a saber: 

GoleirosDouglas;
Zagueiros: Gustavo e Maurício;
Laterais: Gustavo e João Paulo;
Volantes: Lucas Otávio;
Meias: Caio César e Vinicius Pacheco;
Atacantes: 
Devid, Iury, Lourenço e Toshi.




AS ALTERAÇÕES
A primeira alteração de Claudinei Oliveira veio somente aos 24 minutos do segundo tempo, com Vinicius Pacheco entrando no lugar de Marquinhos.

Aos 30 minutos, saiu Diego Jardel para a entrada de Devid. E mais tarde, aos 45, a última substituição, Caio César entrou no lugar de Denilson

De uma maneira geral, as substituições surtiram efeito, ou quase, ao menos pela vitória... 




VERGONHA
Creio que as última rodadas estão sendo marcadas por equívocos de arbitragem, e ontem, mais uma vez na Ressacada, tivemos uma péssima arbitragem de Célio Amorim, que parece ter raiva do clube...

O primeiro cartão amarelo que aplicou num avaiano, para Diego Jardel, mostra que o jogador do JEC nem foi tocado. Celinho foi engolido pela simulação!

O segundo, para Capa, jogada absolutamente normal, onde minutos antes não adotou o mesmo critério para os jogadores do Coelho...

E o último cartão, para Marquinhos, por reclamação pelo pênalti claro não marcado, melhor para o M10, que vai ficar por aqui, curtindo um de semana com aniversário em família, já que foi o terceiro cartão amarelo...




PALMO A PALMO 
A vitória de ontem foi importantíssima por dois aspectos básicos. Primeiro, colocou o Leão outra vez na briga pelo returno, ainda que com chances remotas, pela boa vantagem da Chapecoense. Segundo, porque fez o Leão empatar, 30 a 30, com a mesma Chape, na classificação geral, perdendo apenas no saldo de gols, 18 a 13.

A final irreversível será entre Avaí e Chapecoense, mas pelo andar da carruagem, creio mesmo que a última partida será na nossa bela Ressacada...

Dá-lhe, Leão!






Saudações AvAiAnAs!

12 Comentários:

Guilherme P. Flemming disse...

Todos sabem que o "ceguinho" Amorim não apita penalti para o Avaí. Gostei da atuação do Capa, voltou a jogar o futebol do 1 turno

Maicon Borba disse...

Nobre amigo André bom dia.

Foi um jogo sofrido, disputado, mais o Avaí tem dessas, nada é muito fácil, mais um jogo que tive o prazer de assistir, jogo de raça, sem desistir até o final. Nosso Goleiro que no último jogo tomou um "glu glu", ontem foi muito bem diga-se de passagem.

Gostaria de agradecer a oportunidade de estar compartilhando deste espetáculo ao seu lado no Camarote. Muito Obrigado.

Maicon Borba

Roberto disse...

O Avaí ganhar jogo apitado pelo Célio Amorim só mesmo com gol no último minuto, porque se sobrar um tempinho a mais ele é capaz de complicar. Vergonha. - RC

Carlos avaiano disse...

Bom dia,(Cégo) Amorim é reincidente em lances claros de pênalti a favor do avai que ele não respeita a regra do jogo.
Ontem comentei sobre erros do ser humano, mas esse tipo de lance sai das páginas do erro inocente para o erro discutível (vingativo)!

Raniere disse...

André, se o "doladelá" resolver entregar a rapadura para a chape pode ver a sua distância para a zona da degola diminuir bastante, e ter que resolver a sua vida no clássico. Vejo aí uma possibilidade de recuperarmos a chance de conquistar o returno. A diferença para a Chape pode cair para 1 ponto. E a chape ainda enfrente o jec que ainda tem chance de conquistar o returno ou , mesmo que remotamente, chance de cair. Ao Avaí resta vencer o Brusque.
Grande abraço.

Heitor Filho disse...

Achei que entramos desligados no jogo, assim como em Chapecó. Mas a partir da metade do primeiro até o fim da primeira etapa gostei muito do time.

No segundo acho que algumas peças sentiram, Jardel --muito mal--, Leandro Silva, os volantes, Denílson... Certamente pelo tempo que ficaram fora.

André, apesar de todas as dificuldades e deficiências do nosso elenco, bom destacar a consistência que Luan e Judson dão ao nosso time.

O Capa voltou a jogar bem e o Denílson, sumido no segundo tempo, mostrou outra vez um poder de decisão incrível. Estamos fortes!

Abraço

André Tarnowsky Filho disse...

Flemming,

Sim, escrevi isso na BDA de quarta:

"CAPRICHO
E por falar em arbitragem, não gostei da "bolinha" de Célio Amorim ter caído para comandar a partida de amanhã, Avaí x Joinville. Com tanto prestígio até o ano passado, o famoso "Celinho" deve estar vivendo num inferno astral...

Este ano, das 13 rodadas do Campeonato Catarinense, só tivemos oportunidade de rever sua lustrada careca em três partidas, o que convenhamos é muito pouco para quem gozada de tanto prestígio poucos meses atrás...

Amanhã, na Ressacada, não termos pênalti, nem faltas próximo da área do JEC...

Anotem!"

André Tarnowsky Filho disse...

Maicon Borba,

Grande abraço e obrigado por prestigiar a promoção do blog.

André Tarnowsky Filho disse...

RC,

Disso eu não tenho dúvidas...

André Tarnowsky Filho disse...

Carlos Avaiano,

É bem por aí...

André Tarnowsky Filho disse...

Raniere,

Se não tivessem sido ajudados contra Inter, Barroso e Criciúma, já estavam lá...

André Tarnowsky Filho disse...

Heitor Filho,

Também acho que estamos fortes, mas não podemos dar chance para o azar, se é que me entendes...

Abraço!

Postar um comentário

A MODERAÇÃO DE COMENTÁRIOS FOI ATIVADA. Os comentários passam por um sistema de moderação, ou seja, eles são lidos, antes de serem publicados pelo autor do Blog.

Odontokist

Arquivos do Blog

  ©André Tarnowsky Filho - Todos os direitos reservados.

Modificado por Marcos TOTÔ | Template by Dicas Blogger | Topo