domingo, 28 de maio de 2017

Bom dia, Azurras - nº 2.571

NA CHUVA E EM SILÊNCIO
Debaixo de muita chuva, e em completo "silêncio", sem declarações nem entrevistas coletivas, e com a novidade de fazer treino fechado, o técnico Claudinei Oliveira comandou mais um trabalho no Avaí, visando a partida de amanhã à noite, contra a Chapecoense, em Chapecó.

O último treino antes do confronto será feito hoje à tarde, mais uma vez na Ressacada, a partir das 15 horas, quando a equipe deve ser definida, antes do embarque para o Oeste de Santa Catarina. Porém, mais uma vez o trabalho será com portões fechados.

Creio que seja perfeitamente compreensível esse "silêncio" no Sul da Ilha. Perda do Campeonato Catarinense, duas partidas sem vitória na Série A, e obviamente a "chuva" de críticas começou...

No entanto, e isso escrevo não é de hoje, sou totalmente contrário a esse tipo de comportamento. O Avaí está treinando mal, mal orientado por Claudinei Oliveira e Evando, que não percebem que o esquema não está fluindo, com a anuência de Joceli dos Santos.

Já passou da hora de mudar a equipe, quer pelos jogadores, insistente debatidos por aqui, que por esse esquema covarde e perdedor. Portões fechados não escondem os problemas do time.




MELHOR AGUARDAR


Ontem quando postei a informação trazida pelo repórter Eduardo Fernandes, usei a imagem acima com o título "Acredite se quiser", clique e confira...

Sim, depois de muito se falar e nada acontecer, prefiro esperar na data aprazada para sabermos se algo se concretiza ou não. Aliás, as coisas para o Leão não estão fáceis. Depois daquela marola por Maicon, ontem fiz a reprodução de uma matéria da ESPN, clique e confira, onde aborda que o "jovem" jogador havia apagado o que enviou pata a "Nação Avaiana"...

Particularmente, se Maicon vier, assim como Alex, terá minha torcida, mas não creio que nem um nem outro sejam as soluções para os problemas do Avaí...




JOGÃO EM SÃO JANUÁRIO
A terceira rodada do Campeonato Brasileiro da Série A começou ontem com a realização de três jogos, sendo que acompanhei a partida de abertura, Vasco da Gama 3x2 Fluminense, clássico carioca em São Januário.

O time da Cruz de Malta abriu o placar no primeiro tempo, vencido por 1 a 0. Na segunda etapa, o Tricolor virou para 2 a 1, mas o Vasco buscou o empate e Nenê fez o gol da vitória nos acréscimos: Vasco 3 a 2.

Após o final da partida, o time de São Januário subiu momentaneamente para a terceira colocação com 6 pontos ganhos, mesmo número de pontos que o líder Grêmio e o vice Fluminense.




LEITE DERRAMADO
Não sou de ficar "chorando sobre o leite derramado", mas me chamou atenção as duas penalidades marcadas pelo árbitro paulista Raphael Claus, em favor do Fluminense, principalmente no lance do primeiro pênalti.

Num cruzamento, a bola bateu no braço do zagueiro vascaíno, que manteve o braço junto ao corpo, mas foi marcado. Automaticamente lembrei daquela "defesa" ocorrida no último clássico "doladelá"...

Na segunda situação, ainda que sem intenção, o jogador do Vasco toca o atacante Tricolor por baixo e o derruba, pênalti bem marcado. Porém, não havia como deixar de lembrar naquela "tesoura" em Júnior Dutra contra o Vitória. No caso da Ressacada não foi pênalti, era caso de "mandado de prisão" mesmo...



SÃO PAULO VENCE NO MORUMBI
Se em São Januário a partida teve muitas alternativas no placar, um jogão bem disputado, o mesmo não posso dizer da partida do Morumbi, São Paulo x Palmeiras, ao menos nos 45 minutos iniciais, que assisti, 0 a 0.

No segundo tempo, Lucas Pratto, aquele, abriu o placar para o São Paulo, 1 a 0, e mais tarde serviu de bandeja para Luiz Araújo ampliar, 2 a 0, resultado que deu um novo oxigênio para esse início de carreira do técnico Rogério Ceni, ao mesmo tempo em que o festejado Cuca começa a ser cobrado mais seriamente...

O Tricolor paulista também chegou aos 6 pontos ganhos enquanto o Palmeiras ficou com 3 e duas derrotas consecutivas na Série A.




BELUSSO CONFIRMANDO NA SÉRIE B
Depois de ter sido o artilheiro do Campeonato Catarinense com 11 gols, ao lado de Renteria, e jogando pelo Brusque, o atacante Jonatas Belusso vem cumprindo bom papel no Brasileiro da Série B, com 3 gols em 3 jogos. 

Alguém pode pensar: mas por que não veio para o Avaí? Não foi por falta de tentativas. Belusso ganhava R$ 15 mil no Brusque, o Avaí ofereceu R$ 30 mil e ele pediu R$ 80 mil, convenhamos, fora da realidade...

Sem contar que seu empresário também fez leilão com o "doladelá" e a Chapecoense, para acabar com os R$ 40 mil oferecidos pelo Londrina...




VITÓRIA 0X1 CORITIBA
A última partida da noite, que também não acompanhei, mas vi o golaço de Rildo, que deu a vitória para o Coritiba, 1 a 0 no Vitória, em plena Fonte Nova, resultado esse que favoreceu o Avaí, visto que o time baiano entrou na zona do rebaixamento, deixando a equipe de Claudinei Oliveira, momentaneamente, fora da degola...

Porém, neste domingo ainda jogam Sport, Atlético-PR e Atlético-GO, que podem superar o Leão, desde que pontuem em seus jogos, eles que enfrentam em seus domínios Grêmio, Flamengo e Corinthians, respectivamente...

Se o Sport empatar, ultrapassa o Avaí, mas Atlético-PR ou Atlético-GO, necessariamente, precisam vencer para ultrapassar o Leão.






Saudações AvAiAnAs!

4 Comentários:

Roberto disse...

Pois é, o Verdão Palmeiras tomou do São Paulo os mesmos dois a zero que tomamos. - RC

Rodrigo Buch disse...

Amigo so pra salientar a materia da ESPN é errada ao dizer que o jogador apagou a postagem, ela foi feita no story do instagram e ela apaga automaticamente em 24h! Abs

André Tarnowsky Filho disse...

RC,

Sim, é verdade, o que não significa que não pudéssemos vencer aquela partida, né?

André Tarnowsky Filho disse...

Grande Buch,

Valeu o esclarecimento!
Vai virar postagem.

Abraço!

Postar um comentário

A MODERAÇÃO DE COMENTÁRIOS FOI ATIVADA. Os comentários passam por um sistema de moderação, ou seja, eles são lidos, antes de serem publicados pelo autor do Blog.

Odontokist

Arquivos do Blog

  ©André Tarnowsky Filho - Todos os direitos reservados.

Modificado por Marcos TOTÔ | Template by Dicas Blogger | Topo