segunda-feira, 15 de maio de 2017

CHEGA DE PASSIVIDADE, by Roberto Costa

Nem bem a tristeza pela garfada do Héber foi depurada e já estamos de novo a lamentar a gatunagem de mais um soprador. Para os comentaristas do Troca de Passes, da Sport TV, foi o pênalti mais claro da rodada, esse não apitado contra o Vitória, que poderia nos dar os três pontos na estréia. Quaisquer pontos perdidos, como esses dois, podem ser decisivos no final.

Sim, o Fluminense ganhou um pênalti por um suposto toque do zagueiro no pé do atacante, o qual dobrou os joelhos e caiu se contorcendo. Um outro pênalti dado em favor do Palmeiras, contra o Vasco, também foi contestado. 

Em 2015, um pênalti de bola na cabeça em Curitiba, ou seja, uma aberração, e depois um gol Avaiano perfeito, que foi anulado em Chapecó, pelo árbitro FIFA Daronco, outra aberração, determinaram a queda do Avaí e a permanência do rival na série A. O prejuízo de tudo isso pode ser facilmente apurado em termos financeiros. E talvez no Avaí acreditem ainda que esses "azares" sejam mesmo obras do acaso.

É na aberração que a má índole do mediador se torna visível. Existem os lances difíceis em futebol, que se pode entender como erro propriamente dito, não é à toa que ganha corpo a intenção de uso da eletrônica, mas o lance nítido, aquele de contornos inconfundíveis e que o mediador teima em "errar", esses são aberrações. O gol anulado em Chapecó, pelo Daronco foi lance de uma clareza solar, gol perfeito, mas invés de apontar o centro do campo, ele apontou qualquer coisa dentro da área, que nem ele saberia definir, e ninguém o assediou, para que dissesse sobre a aberração.

O que surpreende, é a tradicional passividade com que o Avaí vem convivendo com isso tudo, seja dentro de campo, seja por seus representantes legais. Acho que nada impede que os atletas, diante de uma aberração como a de ontem, pressionem, cerquem o árbitro, com bons modos, é claro, mas pedindo-lhe explicações. Battistotti pode chamar atenção para o problema, via telefone, email, rádio, o escambau. O que não pode é o Clube ser de novo mapeado para descenso, como o foi em 2015. Chega de passividade. 

* Roberto Costa é associado do Avaí FC. Foto acima: Avaí FC

4 Comentários:

Roberto disse...

O grande São Paulo, nosso próximo adversário, está em crise. Rogério Ceni é um ídolo do futebol brasileiro. Se o Avaí não espernear um pouco mais durante a semana, pelo pênalti não assinalado, ficará muito fácil fazerem-nos de vítima outra vez, de um putro soprador de apito. - RC

Roberto disse...

ONDE SE LEU PUTRO, ENTENDA-SE OUTRO. - RC

André Tarnowsky Filho disse...

RC,

Indubitavelmente...
A pressão está grande por lá!

Postar um comentário

A MODERAÇÃO DE COMENTÁRIOS FOI ATIVADA. Os comentários passam por um sistema de moderação, ou seja, eles são lidos, antes de serem publicados pelo autor do Blog.

Odontokist

Arquivos do Blog

  ©André Tarnowsky Filho - Todos os direitos reservados.

Modificado por Marcos TOTÔ | Template by Dicas Blogger | Topo