segunda-feira, 1 de maio de 2017

"HOUVE ERRO NAS DUAS EXPULSÕES", by Roberto Costa

Uma certa parcela da imprensa projeta em elevada conta a figura de Héber Roberto Lopes, as razões estamos carecas de saber. O fato é que, a cada vez que esse árbitro é designado para alguma decisão, para alguma disputa de maior importância, parece que esse senhor faz questão de ser a a coisa ruim do jogo.

Certa feita, quando o Avaí precisava de uma vitória sobre o Fortaleza, para garantir o acesso à série A, Héber, com ajuda de Roberto Brath, seu auxiliar, anulou um gol legítimo do Avaí, feito por Marquinhos Paraná, que recebera a bola a um metro atrás da linha da bola, isso em plena Ressacada. Apitaram impedimento. Qualquer vendedor de cachorro quente sabe que atrás da linha da bola não há impedimento, Héber sabe, Roberto Brath também, mas anularam, e o Avaí não subiu pra série A.

Héber tirou do Joinville um título Catarinense, ao validar um gol irregular, onde o estádio inteiro viu o toque na bola com a mão. 

Héber não teve peito de expulsar o jogador França, quando este ditou-lhe poucas e boas, o dedo erguido à frente de seu nariz.

Ontem, uma vez mais, Héber interferiu numa partida decisiva, prejudicando sensivelmente o Avaí, tirando de campo um dos mais importantes jogadores do time. Eu, ingenuamente, temia o Héber no segundo jogo, e fiquei mais tranquilo quando soube que apitaria o primeiro, na Ressacada. Mas ele não se fez por esperar, por antecipação de uma semana já interferiu no jogo de Chapecó. O mundo futebolístico de Santa Catarina sabe da importância do jogador Capa no esquema de jogo do Avaí. Héber não deve ignorar esse fato, e não perdeu tempo. Enfim, enriqueceu com mais essa o seu vasto currículo.

Héber sabe que forçou a barra, era lance para cartão amarelo, e tanto sabe, que tão ou mais ridiculamente passou recibo, expulsando injustamente jogador da Chape, aplicando um erro sobre outro erro, visando atenuar as pressões sobre sua pessoa. Compensar o prejuízo Avaiano, como pode ele ter pensado, já não era mais possível, com um jogador a menos e ainda sob a comoção da expulsão, o Avaí tomou o gol decisivo. 

"Houve erro nas duas expulsões", disse, como verdadeiro desportista, o presidente da Chapecoense, a uma das rádios da capital.
 
* Roberto Costa é associado do Avaí FC

Seja o primeiro a comentar ;)

Postar um comentário

A MODERAÇÃO DE COMENTÁRIOS FOI ATIVADA. Os comentários passam por um sistema de moderação, ou seja, eles são lidos, antes de serem publicados pelo autor do Blog.

Odontokist

Arquivos do Blog

  ©André Tarnowsky Filho - Todos os direitos reservados.

Modificado por Marcos TOTÔ | Template by Dicas Blogger | Topo