terça-feira, 6 de junho de 2017

Bom dia, Azurras - nº 2.580

COMEÇARAM AS MUDANÇAS
Escrevi ontem na Bom dia, Azurras, que teríamos algumas surpresas no decorrer desta semana e elas começaram a acontecer já na manhã de ontem, quando o Avaí e o jogador Marcelinho chegaram num denominador comum e rescindiram o contrato de forma amigável, o que significa dizer que não haverá nenhuma pendência na "dona Justa".

Ao que tudo indica, o destino do atacante deve ser a Turquia, visto que naquele lado do mundo o jogador tem um bom mercado. Por aqui, e por não ter sido um indicação do técnico Claudinei Oliveira, acabou não tendo espaço.

Aliás, coincidentemente ou não, no domingo o nome de Marcelinho esteve em pauta num bate-papo entre amigos. A informação que chegou é que o jogador até estava treinando muito bem, e por muito pouco não jogou como titular na partida do returno contra a Chapecoense, aqueles 2 a 0 em Chapecó. Após uma bela semana de treinos, inclusive fazendo gols, se esperava que Claudinei desse uma oportunidade, mas acabou optando pelos garotos da base...

A partir dali, e até por insinuações feitas pelo jogador nas redes sociais, as tratativas com o técnico ficaram ainda maiores, e sua rescisão contratual seria apenas uma questão de tempo, como ocorreu ontem.

Não deu certo aqui, que seja feliz em outro lugar!




DJ PARTINDO
Quem deve deixar o Avaí, e dessa vez de forma definitiva, é o meia Diego Jardel. Não me perguntem qual foi a desavença dele com o técnico Claudinei Oliveira porque não sei, mas lembro perfeitamente que antes de sua contusão no ombro, vinha jogando com afinco, mas quando voltou, não acertou mais o pé...

DJ é um caso raro no futebol. Subiu com o Avaí em 2014, com o Botafogo em 2015 e fez o gol do acesso do Leão em 2016, mas nunca conseguiu se firmar para jogar o Brasileiro da Série A e não será este ano outra vez.

Verdade seja dita, Diego Jardel já não pertence mais ao Avaí faz tempo, e falo em relação aos diretos econômicos. Numa das negociações com o empresário Eduardo Uram, o clube não reteve nenhum percentual sobre o jogador.

Curiosamente, o Avaí não criou qualquer empecilho em renovar com um jogador que não lhe traria qualquer lucro. De partida para o mundo árabe, DJ deve estar rindo à toa juntamente com seu empresário...




MAIS UMA SAÍDA
Assim como o Avaí está enxugando seu elenco com dois jogadores que poderiam estar no elenco principal, alguns jogadores da base começam a deixar o clube para adquirir mais experiência defendendo outros clubes.

Entre eles está Lucas Itamar de Sá, ou Lucas de Sá, ou simplesmente "Chapecó". De bom potencial, ao menos pelo que foi publicado balanço patrimonial do clube em abril próximo passado, o Avaí ainda detém 65% dos direitos econômicos do jogador.

No entanto, num primeiro momento, Lucas de Sá está indo para o Tombense, comandado pelo técnico Raul Cabral, ex-Avaí, que solicitou sua contratação, ao mesmo tempo em que o clube recebe o meia Pedro Castro do time mineiro, que confesso, não tenho a mínima ideia de quem seja...




OUTRAS SAÍDAS
Além dos nomes já citados nas notas anteriores, o Avaí também está emprestando alguns de seus jogadores para outras equipes de Santa Catarina. É o caso do volante Renato Júnior, que passa a defender o Camboriú. Sobre ele, o clube mantém 70% de seus direitos econômicos.

O volante Braga, que o Avaí detém 40% dos diretos econômicos, depois de ter defendido o São Bernardo no Paulistão, agora vai defender o Guarani, de Palhoça.

O goleiro Duda, que ano passado esteve no Hercílio Luz, de Tubarão, e nesta temporada esteve no Glória, de Vacaria, agora vai defender o Juventus, de Jaraguá do Sul, na Série B de Santa Catarina. O Avaí tem 70% dos direitos econômicos do goleiro.




PÚBLICO ACOMODADO
Todos já sabiam de antemão que o Sport Club do Recife não tem muita torcida em Florianópolis, bem como poucos torcedores se deslocariam de Pernambuco para acompanhar o nosso "xará", Leão da Ilha do Retiro, mas mesmo assim, se esperava um pouco mais da torcida avaiana, que ainda não despertou para o que é o Campeonato Brasileiro da Série A.

O público total foi de 4.646 torcedores, e não seria exagero dizer que tivemos basicamente o mesmo público da estreia, ou seja, "os mesmos", mas muito inferior ao mesmo jogo, com o mesmo adversário, e mesmo horário, no ano de 2015, também pela Série A.

Em 20015, o público total foi de 8.116 torcedores, e não seria exagero dizer que tivemos 8.000 avaianos. Poderia ter sido melhor, mas ainda assim foi um bom público. Naquela ocasião, o Avaí fez uma promoção para o jogo, onde cada associado podia pegar um ingresso para um amigo ou familiar e comprar o segundo com 50% de desconto. Ao que parece, a promoção surtiu o efeito desejado, e num público total de 8.116 torcedores, 2.329 não pagaram, fazendo parte da promoção.





OUTRO SAFADINHO NA ÁREA
Comentei dia desses, que tempos atrás, havia na rede zelotes de sonegação, um gaúcho muito safado que adorava fazer provocações para com as coisas do Avaí. Esse safado já foi demitido, assim como aquele outro coordenador que foi pedir penico no Sul da Ilha...

Mas voltando ao gaúcho, ele sempre provocava no sentido de quem tinha a maior torcida, e caso qualquer situação apontasse vantagem para o Sul da Ilha, o foco era alterado...

Agora, pelo visto, apareceu um outro safadinho na zelotes, dizendo que foi ao jogo do Avaí no domingo ficou decepcionado com o público presente no mais belo e confortável estádio de Santa Catarina.

Talvez por falta de informação, ou até mesmo por ser obrigado a omitir algumas coisas, na semana o "doladelá" mostrou ter a maior torcida, na derrota de 2 a 0 para o Boa, com a presença de 2.190 testemunhas...

Provavelmente, não informaram ao safadinho que na partida Avaí 2x2 Flamengo, pela Copa do Brasil Sub 20, tivemos 2.904 torcedores...

Em tempo: em dois jogos pelo Brasileiro, o Avaí chegou a pouco mais de 9.500 torcedores, o que considero pouco. Por outro lado, também em dois jogos, não entraram 5.700 pessoas "doladelá"...

Segue o baile!




PERDENDO POSIÇÕES
Quando sai da Ressacada após a vitória de 1 a 0 sobre o Sport, o Avaí estava na 12ª colocação, o que deixou a torcida eufórica. No entanto, com os jogos de domingo à tarde e da noite, o Leão acabou caindo para a 13ª posição.

Porém, a quarta rodada do Campeonato Brasileiro da Série A terminou somente ontem à noite com a partida Bahia 3x0 Atlético-GO. Como resultado, a equipe goiana segura a lanterna em mais uma rodada, ao passo que os baianos pularam da 15ª para a 9ª colocação, com 6 pontos ganhos, o que fez o Leão terminar a rodada na 14ª posição.




BOLA ROLANDO
Com uma partida, começa nesta terça-feira a quinta rodada do Campeonato Brasileiro da Série A, quando o Fluminense recebe o Atlético Paranaense no Maracanã, marcada para 20 horas, em partida isolada. Na partida desta noite, o Leão só perde posição se o Atlético-PR vencer por goleada, o que é pouco provável.

A quinta rodada tem prosseguimento amanhã, com mais seis jogos, entre eles Atlético-MG x Avaí, e será concluída na quinta-feira com mais três partidas.

Por oportuno, o mês de junho será de agenda cheia, e para o Leão teve seu início no último domingo, quando enfrentou o Sport, mas ainda terá pela frente: Atlético-MG (amanhã, em BH); Flamengo (11, Ressacada); Atlético-GO (14, Goiânia); Vasco da Gama (17, Rio de Janeiro); Fluminense (21, Ressacada); e Botafogo (26, Rio de Janeiro).





Saudações AvAiAnAs!

16 Comentários:

Sérgio Bayestorff disse...

Próximos 6 jogos do Avai, 4 serão fora......

André Tarnowsky Filho disse...

Presidente Bayestorff,

Sim, na maratona de junho ficamos com 4 jogos fora e 3 em casa, ou seja, em 10 jogos, 6 longe da Ressacada e 4 nela...
O returno inverte, mas o complicado é chegar vivo até lá!

dclasen disse...

André, enxugamos um pouco a folha, acredito que em uns 100 mil reais (DJ deverias estar ganhando pelo menos uns 40 mil; Marcelinho outros 30; Renato e Chapecó pelo menos 15 pila cada). Junta tudo isso e me tragam um meia top ou um atacante de velocidade top, já que nosso estilo de jogo é contra-ataque, precisamos ter alguém que ajude Maicon e Capa na hora do desafogo.
E não pensem que o jogo de domingo tudo tenha mudado. Jogamos praticamente no nosso limite e o Sport esteve longe de fazer uma boa partida. Precisamos ir no mercado e contratar peças para serem titulares absolutos. De banco, temos uma pá de jogadores.

André Tarnowsky Filho disse...

Douglas C.,

Muito bem observado. Ainda que Juan tenha dado um bom toque no meio, a vitória não pode nos iludir. Esse meia de "oxigênio" é necessário, coisa que nem Juan nem M10 vão conseguir fazer.

Sebastião dos Reis Salvador disse...

Bem colocado pelo Douglas , o Avaí precisa de dois jogadores de velocidade : um meia e um atacante, que tenham um bom nível técnico . Meia boca já temos bastante.

Aldojan disse...

André, bom dia!

Essa depuração do elenco é necessária e ainda cabe mais gente.
Com relação ao meia Pedro Castro é mais uma aposta mas Raul Cabral segundo informações da imprensa falou muito bem do jogador, vamos aguardar, da nossa parte fica a torcida para que venha e coloque sangue novo e qualidade nesse meio campo.

Abraços

Alexandre Carlos Aguiar disse...

Sabe o que me incomoda? Quer dizer, incomoda, não, porque não perco tempo com isso, mas acho, no mínimo estranho a tendência de a maioria dos treinador sempre dar valor aos seus indicados. Ou para aqueles jogadores que caiam em suas graças. E o Claudinei não é diferente de todos os outros do futebol brasileiro. Se foi indicado ou pertence ao seu "quadro de preferências" o jogador é escalado mesmo se tenha uma postema no nariz. Caso contrário, ganha banco e ás vezes nem é escalado. vi isto sendo declarado com enorme sinceridade pelo Mano Menezes no Bem, Amigos, do Galvão Bueno, onde justificou a não escalação do ótimo Ávila no time do Cruzeiro.
Os treinadores, em sua estupenda maioria, não gostam do bom futebol, mas de estar ao lado "dos seus".

Nelson Andrade Filho disse...

Alexandre Carlos Aguiar, seu comentário não procede.
Lucas Otávio foi indicado pelo Claudinei e não é aproveitado.
Parece que com o Claudinei até esta situação não é aceita.

Tiago Soares disse...

Saem os caras que estavam para participar de um campeonato catarinense onde de transmissão incluso ppv dava pouco mais de meio milhão ao clube, pra entrar jogadores dá cota dos 20 e pouco milhões da globo(confere valor André ?) Tem que investir mesmo pra não perder essa bolada ano que vem, cuja a qual não chega nem ao cheiro das cotas dos "grandes (devedores)" do futebol brasileiro. E cabe a reflexão do calendário nacional ou no mínimo dá reflexão dá cota que o time ganha no estadual

ney.lf disse...

A dúvida é a seguinte:
Raul Cabral deu boas referência sobre Pedro Castro porque é realmente bom jogador ou tinha interesse no Chapecó que conhece bem?
Eis a questão!

André Tarnowsky Filho disse...

Sebastião,

Parece que essa história de meia boca é especialidade da casa, se é que me entendes...

André Tarnowsky Filho disse...

Aldojan,

Podes ter certeza que vai muito mais gente...
Aliás, sobre apostas, confesso que estou cansado disso...

Abraço!

André Tarnowsky Filho disse...

Aguiar,

Sim, e isso acontece com o C.Oliveira também. Trouxe o L.Otávio, não escala, mas deixa no banco.
O Caio César, que é do clube, nem relacionado é...

André Tarnowsky Filho disse...

Nelsinho,

Presta atenção:

"Se foi indicado ou pertence ao seu "quadro de preferências" o jogador é escalado mesmo se tenha uma postema no nariz. Caso contrário, ganha banco e..."

André Tarnowsky Filho disse...

Tiago Soares,

Sim, a vida mais confortável do Avaí passa por estar na Série A ano que vem outra vez, caso contrário, vai ser um novo drama...
Sobre a cota, vou verificar e te aviso posteriormente.

André Tarnowsky Filho disse...

Ney LF,

Melhor perguntar no Posto Ipiranga...

Postar um comentário

A MODERAÇÃO DE COMENTÁRIOS FOI ATIVADA. Os comentários passam por um sistema de moderação, ou seja, eles são lidos, antes de serem publicados pelo autor do Blog.

Odontokist

Arquivos do Blog

  ©André Tarnowsky Filho - Todos os direitos reservados.

Modificado por Marcos TOTÔ | Template by Dicas Blogger | Topo