domingo, 30 de julho de 2017

Bom dia, Azurras - nº 2.632

PERDEMOS
Depois de empatar com Bahia e Corinthians, além de vencer o Cruzeiro, o Avaí voltou a perder dentro do Campeonato Brasileiro, Palmeiras 2 a 0, placar sem contestação e até mesmo "apertado" pelo que apresentaram as duas equipes.

Não vou me alongar na análise da partida, até porque ela não existiu para o Avaí, principalmente na primeira etapa, onde a equipe de Claudinei Oliveira abusou de jogar recuada. O Leão em momento algum da partida foi superior, mal ameaçando o gol defendido por Jailson.

Mais uma vez, essa postura retrancada, recuada em excesso, permitiu que o adversário abrisse o placar logo aos 10 minutos do primeiro tempo, com Dudu, que recebeu na entrada da área, aproveitou a marcação frouxa de Wellington Simião, que escorregou, e contou com a falha do goleiro Douglas para abrir o placar: Palmeiras 1 a 0.

O Palmeiras fez a vantagem no placar e seguiu melhor, com o Avaí tomando ciência que poderia jogar alguma coisa só depois dos 20 minutos. Porém, o castigo viria na sequência...

Aos 34 minutos, com a marcação avaiana totalmente envolvida, a bola sobrou dentro da área para Deyverson girar e marcar sem chances para Douglas: Palmeiras 2 a 0.

Até pelo maior equilíbrio naquele momento da partida, era natural que o placar ficasse assim, mas o Avaí teve uma outra baixa aos 45 minutos: Juan cometeu falta em Dudu, assinalada por Anderson Daronco, reclamou e levou o amarelo, seguiu reclamando e foi expulso...

Para o segundo tempo, o técnico Claudinei Oliveira manteve a mesmo equipe, mas com Juan, expulso. E o Avaí começou bem, com Joel ameaçando com perigo o gol de Jailson.

A partida seguiu num ritmo mais tranquilo, com o Palmeiras satisfeito com o resultado e por pouco não ampliando o placar, assim como Joel voltaria a obrigar o goleiro palmeirense a fazer boa defesa, colocando a bola para escanteio.

Até o final do jogo, as equipes se alteraram em bons e maus momentos, sem que nada pudesse alterar o placar.

Vitória justa e previsível do Palmeiras.
Foto: Cesar Greco/Ag. Palmeiras/Divulgação




SEM AÇÃO
Não é difícil tentar encontrar uma justificativa para o que aconteceu com o Avaí na noite de ontem, aliás, começaria pela enorme diferença técnica entre as duas equipes. Porém, ontem o Leão foi excessivamente defensivo, tornando as coisas para o Palmeiras ainda mais fáceis. 

Porém, o primeiro gol, logo aos 10 minutos de partida, abrindo ainda mais as chances paulistas na partida, e complicando o limitado Leão. A falha de Wellington Simião, escorregando no drible de Dudu, e até o posicionamento de Douglas, facilitaram o caminho palmeirense.

Se Claudinei Oliveira quer que o time jogue assim, esperando o contra-ataque, pela famosa "uma bola", é preciso que cobre mais de seus jogadores na marcação.




O TIME DE CLAUDINEI OLIVEIRA
Sem mistérios, Claudinei Oliveira escalou equipe do Avaí já em Florianópolis, após o treinamento de sexta no CETEFA João Nilson Zunino.

O Avaí entrou em campo para enfrentar o Porco com: DouglasLeandro SilvaAlemãoBetão CapaJudsonWellington SimiãoPedro Castro e JuanJoel Júnior Dutra.

Quer queiram ou não, é o que temos de melhor atualmente...
Foto: Cesar Greco/Ag. Palmeiras/Divulgação



AS ALTERAÇÕES  FEITAS POR CLAUDINEI
Para o banco de reservas, o treinador avaiano contava com 9 jogadores, a saber: KozlinskiAirtonDiego Tavares, João Paulo, Luan, Lucas Otávio, Maurinho, Rômulo
 Willians Santana.

A primeira substituição aconteceu aos 15 minutos da segunda etapa, Willians Santana cedeu no lugar para Diego Tavares. Aos 30 minutos,foi a vez de Maurinho substituir o meia Júnior Dutra, e por último, aos 35, Rômulo entrou na vaga de Joel.

De uma maneira geral, não funcionou, bem pelo contrário...




JUAN
Creio que já passou da hora de Juan mostrar um pouco mais de futebol. Sua escalação está sendo na base do nome, do passado que teve em outros clubes, pela sua história, mas não pelo que vem apresentando no Avaí.

Além disso, a partir do momento em que resolver reclamar de uma falta cometida, e tenha levado cartão amarelo, injustificável seguir reclamando, até levar o vermelho. Do alto dos seus 35 anos, Juan teve uma atitude intempestiva, principalmente para quem tem um currículo como o dele...
Foto: Cesar Greco/Ag. Palmeiras/Divulgação




DARONCO
Na postagem das 10 horas de ontem, fui bem claro:

"...este será o sétimo jogo que o gaúcho Anderson Daronco comanda com o Leão em campo. Nas outras oportunidades, o Leão venceu as três partidas, empatou duas e perdeu outra, um dos empates, numa grande polêmica, justamente por um gol de Rômulo, do Avaí, mal anulado pelo árbitro gaúcho."

Com todo o respeito que esse soprador de apito merece, a expulsão de Juan, sem isentar o jogador, tem muita participação do árbitro, que mostrou-se prepotente ao enfrentar o jogador. Aliás, só fez isso porque foi com o Avaí, se fosse jogador de Centros maiores, certamente relevaria...




SEM MEIO DE CAMPO
Se alguém reclamar do técnico Claudinei Oliveira, vou sugerir que direcionem suas armas para a diretoria avaiana, afinal de contas, para quem está há tanto tempo no Sul da Ilha, não é possível que não tenham visto que o meia Marquinhos não tem mais condições de jogo, e pior que isso, não contrataram absolutamente ninguém para substituí-lo.

O substituto de M10 não é Juan, muito menos Pedro Castro, ainda que Claudinei insista com esse jogador. Só para terem uma ideia, ano passado era para ter vindo Régis, atualmente no Bahia, mas este ano só estão buscando jogadores em final de carreira e em verdadeiras apostas...

O resultado tende a ser desastroso...
Foto: Cesar Greco/Ag. Palmeiras/Divulgação




JOEL
Num time programado para jogar defensivamente, creio que os dois grandes destaques do Avaí foram Joel e Júnior Dutra, os únicos que buscaram chegar ao gol palmeirense e quase tiveram êxito, principalmente o camaronês.

Nos poucos ataques tentados pelo Leão, Joel incomodou Jailson ao menos em duas oportunidades, obrigando o goleiro do Palmeiras a fazer uma bela intervenção, colocando a bola para escanteio.
Foto: Cesar Greco/Ag. Palmeiras/Divulgação




WELLINGTON SIMIÃO
Uma coisa é ter feito um golaço na partida contra o Grêmio, outra é o restante das atuações do volante Wellington Simião, que ontem marcou muito mal e apoiou pior ainda, nada acrescentando ao time.

No primeiro gol, perdeu o ponto da jogada e escorregou na frente de Dudu, que não teve dificuldades para vencer Douglas. Na única vez que foi ao ataque, tentou colocar uma bola e jogou nas arquibancadas...
Foto: Cesar Greco/Ag. Palmeiras/Divulgação




BALANÇA MAS NÃO CAI (Bom dia, Azurras nº 2.627, de 25/07/2017)
"Ao que tudo indica, acabou a lua de mel entre direção, comissão técnica e o diretor de futebol "doladelá". Pelo que ouvi ontem, o alvo maior está direcionado para o dirigente que chegou com "pompas e circunstâncias", como o "salvador da Pátria", mas...

A questão é que "doladelá", e nem mesmo a mídia, não esperavam estar dentro da zona do rebaixamento, com quatro pontos de distância para o primeiro clube fora dela, o que implica em ter duas rodadas perfeitas para sair do "sufoco"...


Aliás, o foco por lá já mudou: é se salvar do rebaixamento, porque subir, já sabem que nem com Viagra..."

Após derrota para o Vila Nova, de Goiás, 1 a 0, na tarde de ontem, o diretor de futebol Carlos Arini, e o técnico Marcelo Cabo, foram demitidos "doladelá"...




BOCA FECHADA
"De mais a mais, convém lembrar, o Avaí não ganhou absolutamente nada até agora e segue dentro da zona de rebaixamento. Portanto, espero que os jogadores, tanto os que estão jogando, quanto os que apenas estão dando entrevistas, tenham consciência de que o caminho a ser percorrido é muito mais longo do que imaginam. Simples assim."

O trecho acima faz parte da Bom dia, Azurras nº 2.629, quinta-feira, dia 27 de julho, onde abordei as "festinhas" nos estúdios de rádio, tanto no Morro da Cruz quanto na Rua Nunes Machado, sem que o Leão esteja numa situação mais cômoda na tabela...

Curiosamente, e citei isso, aqueles que gostam dos holofotes, após as entrevistas caíram de rendimento, casos de Denilson, Betão, Marquinhos e por último, Douglas...

Depois dessa derrota em São Paulo, se espera que o diretor de esportes do Avaí, Joceli dos Santos, fique com a boca fechada, porque ninguém aguenta mais suas explicações de nada com coisa nenhuma...







Saudações AvAiAnAs!

Patrocínio:

9 Comentários:

Sebastião dos Reis Salvador disse...

SE não contratar um volante com experiência de série A e um meia rápido vamos para o fundo do poço bem rapidinho.

ney.lf disse...

Homi ruim este Pedro Castro, não cabeceia, não chuta, não marca, não cria nada a não ser contra ataque.

André Tarnowsky Filho disse...

Sebastião RS,

Sem dúvida. Seguir com esses que temos hoje é correr um risco ainda maior de rebaixamento...

André Tarnowsky Filho disse...

Ney LF,

Concordo contigo, mas deves entender que o Avaí de hoje não tem mais espaço para M10 e Juan. Nisso o Pedro castro ainda supera os dois.

Luiz Augusto da Costa disse...

Acho que ontem, mesmo considerando que já estávamos perdendo de dois a zero, o Claudinei deveria ter colocado o Maurinho no lugar do Juan e, o Luan no lugar do Simião.
Teria fechado um pouco mais lá atrás e, com maiores possibilidades lá na frente.
Byghal.

ney.lf disse...

Com nenhum dos três

André Tarnowsky Filho disse...

Byghal,

Bem que poderia, mas é preciso urgentemente mexer nesse meio de campo, principalmente nesses três que comentei.
Estamos ficando na poeira...

André Tarnowsky Filho disse...

Ney LF,

Melhor assim.
Ou seja, tem gente na direção sem foco no que está acontecendo dentro de campo...

MARCOS ANTONIO Santos disse...

Time que joga "por uma bola" morre de fome!

Mesmo com atletas limitados, comparados aos caríssimos elencos de seus adversários da série A, o AVAI poderia apresentar alguma coisa que preste do meio pra frente. Não o faz. De fato, nunca o faz.

Bastaria que seu TACANHO treinador, que se limita a pobreza de um ferrolho defensivo, como única alternativa tática, ao menos treinasse jogadas ofensivas exaustivamente. Não é o que vemos nas semanas livres de jogos nas quartas feiras. Aliás, não foi isso que vimos em momento algum desde que assumiu.

Prefere o discurso de que é isso que dá pra fazer com o que tem nas mãos, e pronto. E pior, tal falácia já contaminou toda a diretoria e parte da torcida.

Lembrando que para ter sucesso com esta ÚNICA alternativa tática, é preciso que, ao mesmo tempo, o goleiro esteja encapetado, a zaga impecável, e o adversário num dia infeliz (tudo ao mesmo tempo). Só que isto é exceção, não é regra. E, num campeonato de pontos corridos, é a regra, não a exceção, que evita o rebaixamento.

O AVAI deu UM chute no gol do Palmeiras, aos 23 minutos do segundo tempo. Manteve a brilhante média de finalizações neste torneio. Vai se safar como?

Certamente, depois do banho de bola no primeiro tempo, ninguém vai dar entrevista nas rádios hoje.

Juan não fez falta ao ser expulso, porque seu fraco desempenho nos jogos não justifica seu salário.

Qual será a desculpa da próxima quinta? A grama artificial?

Menos entrevista, menos desculpas tolas, e mais treinos, à todos!

Postar um comentário

A MODERAÇÃO DE COMENTÁRIOS FOI ATIVADA. Os comentários passam por um sistema de moderação, ou seja, eles são lidos, antes de serem publicados pelo autor do Blog.

Odontokist

Arquivos do Blog

  ©André Tarnowsky Filho - Todos os direitos reservados.

Modificado por Marcos TOTÔ | Template by Dicas Blogger | Topo