segunda-feira, 16 de abril de 2018

UMA ESCOLA PARA CLAUDINEI, by Roberto Costa

Encerrou-se neste momento a goleada do Atlético Paranaense sobre a Chape, 5 X 1, de virada. 

Sem demonstrar abalo com o gol adversário, seguiram os paranaenses jogando o bom futebol do primeiro tempo e fizeram cinco gols no segundo.

Não tenho razão afetiva nenhuma em relação a esse time do Paraná, mas aprecio vê-lo jogar, porque joga o futebol como deve ser jogado, sempre objetivando a vitória, e possui uma torcida vibrante, que não deixa por menos.

É admirável o espírito combativo dessa equipe, seu futebol especialmente dinâmico, que a torna muito difícil de ser vencida. Seus jogadores, quando de posse da bola, lançam-se ao ataque dando um show de deslocamentos e passes perfeitos, o meio campo também chegando à frente da área adversária, aumentando a pressão. Mais parecem uma avalanche, um tsunami, ninguém com medo de ser feliz, todos orientados a pensar no gol que vão fazer e não no gol que poderão tomar, esse o detalhe essencial, esse o detalhe essencial, a repetição não foi por acaso. 

Não é à toa que estão invictos em dezessete jogos.

Resumindo, considero o atual Atlético Paranaense uma escola para quem vive de treinar times de futebol. Claudinei Oliveira é um técnico ainda jovem; que pegue, uns cinco, dez tapes de jogos dessa equipe e estude e procure fazer algo parecido no Avaí, pra tirar o Leão desse futebol pobre, encolhido, sem tesão. 

Por favor, Claudinei, para o bem de todos, inclusive do seu. 

* Roberto Costa é associado do Avaí FC. Foto acima: reprodução da TV

3 Comentários:

Raphael Faria disse...

Joga assim por conta do treinador, é característica dos trabalhos do Fernando Diniz. Ano passado treinava o Oeste e escapou do rebaixamento na última rodada. Se fosse aqui, seria tachado de burro, certamente. Torcida do Avaí anda muito imediatista e corneteira demais, se esquece que vem de um rebaixamento, e, diferente de outros anos, e de outros times, segue organizado e com um bom time, que em minha opinião, irá brigar para subir de divisão.

Roberto disse...

Raphael, esse time foi sexto colocado no Estadual, perdendo 4 pontos para o lanterna Concórdia, três deles na Ressacada e mais outros tantos pros demais pequenos.
Futebol é resultado, se resultado não vem, algo tem de ser mudado, ou o sistema de jogo, ou o próprio treinador.
Não vejo o torcedor como imediatista, o Claudinei é o treinador que mais tempo permanece no cargo, ou o segundo. Acho que o torcedor Avaiano já foi por demais conformista, isso sim. - RC

Raphael Faria disse...

Concordo que a campanha não foi satisfatória, mas é preciso levar em conta o material humano que colocaram na mão do Claudinei. "Ó, nós temos esses jogadores aqui da base, vai com isso, mais meia dúzia que sobrou do elenco do ano passado". Em 2017, na série A, a mesma coisa, montaram um time muito abaixo do que a competição exigia. Esse é o projeto da diretoria, sanar as contas para ter um clube forte no futuro. Nesse contexto acho que ele foi muito bem e caiu por um detalhe. Mas também não acho que o Claudinei não deva ser cobrado, para a série B, o elenco parece ter um pouco mais de qualidade, parece que há mais boas opções, e entendo que as cobranças terão quer ser mais fortes a partir de agora.

Postar um comentário

A MODERAÇÃO DE COMENTÁRIOS FOI ATIVADA. Os comentários passam por um sistema de moderação, ou seja, eles são lidos, antes de serem publicados pelo autor do Blog.

Odontokist

Arquivos do Blog

  ©André Tarnowsky Filho - Todos os direitos reservados.

Modificado por Marcos TOTÔ | Template by Dicas Blogger | Topo