segunda-feira, 22 de julho de 2019

Bom dia, Azurras - nº 3.354

ERA SÓ GANHAR
Difícil analisar uma partida em que o Avaí pode até ter tido maior posse de bola, mas efetivamente não foi uma equipe que produziu, que tivesse pressionado, que tivesse criado situações de gol...

O Avaí do técnico Alberto Valentim ainda não acertou a "coreografia", e não passa de um amontoado de jogadores...

Por incrível que pareça, e não foram poucos, ouvi de muitos torcedores reclamando por saudade do técnico Geninho. Sem contar algumas vozes que sopraram "Claudinei nem é tão reativo assim..."

A questão, e nem é uma questão, mas simples constatação, se tivesse vencido a visão da torcida avaiana seria outra...

O empate pobre, em função da atuação da equipe, faz com que a torcida comece a repensar seu deslocamento até o estádio, principalmente em horários como o de ontem, um domingo à noite.

Mas verdade seja dita, o que está e vai afugentar ainda mais o torcedor avaiano é esse pobre espetáculo proporcionado pela equipe de Valentim.





MESMA BALADA
Aquela tão esperada data, de reencontro com o futebol na Ressacada, como coloquei na Bom dia, Azurras de ontem, para o torcedor avaiano não aconteceu. O Avaí em campo pela 11ª rodada da competição, enfrentando o Goiás, foi muito pobre em criatividade, e mais pobre ainda em conclusões...

Qual foi a grande defesa do goleiro do Goiás na primeira etapa? Qual foi a grande defesa do goleiro do Goiás na segunda etapa? Não existiu...

E quando poderia ter existido, Brenner resolveu "atrasar" a bola para  o goleiro, isso no segundo tempo... 

Por sua vez, o Goiás de Claudinei Oliveira também não cobrou muito de Vladimir, mas foi mais incisivo...

Mais dois pontos perdidos dentro da nossa bela Ressacada...





SEMPRE ERRANDO
O primeiro tempo não foi um primor, e pior que isso, nem mesmo em termos de objetividade, e o fato se repetiu na segunda etapa, mas, verdade seja dita, Luan Pereira roubou a cena do jogo...

Ele não pode ser reserva neste time, muito menos para Douglas, com todo o respeito que o veterano mereça...

O Avaí começou apenas como uma equipe burocrática em campo, fazendo o tempo passar, e  a entrada de um "novo gás" mudou a equipe, mas não o suficiente para fazer acontecer a vitória...

Sempre os mesmos erros...




MAIS DO MESMO
Não tenho nada contra o técnico Alberto Valentim, mas confesso que não consigo entender suas escalações, ou algumas opções...


Escalar um time com: Vladimir; Léo, Betão, Ricardo Thalheimer e Igor Ferandes; Pedro Castro, Julinho, Douglas e Gustavo Ferrareis; Lourenço e Brenner, é, indubitavelmente, brincar com a sorte...

E Valentim segue pagando por isso...




OS RELACIONADOS PARA O JOGO DE ONTEM
Felizmente, aquela hipótese que levantei sobre a ausência de Caio Paulista, não se confirmou. Ele estava no banco de reservas, assim como o elenco avaiano para a partida de ontem foi composto por 23 jogadores, a saber:

Goleiros (2): Lucas Frigeri e Vladimir;
Zagueiros (3): Betão, Eduardo Kunde e Ricardo Thalheimer;
Laterais (4): Igor Fernandes, Léo, Lourenço e Paulinho;
Volantes (4): Julinho, Luanderson, Pedro Castro e Richard Franco;
Meias (6): André Moritz, Douglas, Ferrareis, Gegê, João Paulo e Luan Pereira;
Atacantes (4): Brenner, Bruno Sávio, Caio Paulista e Daniel Amorim.





SUBSTITUIÇÕES
A primeira substituição no Avaí ocorreu no intervalo da partida, com a saída do "multifunções" Julinho para a entrada do volante Richard Franco.

A segunda substituição veio aos 17 minutos do segundo tempo, com Luan Pereira entrando no lugar de Douglas.

A terceira e última alteração ocorreu aos 28 minutos da segunda etapa, quando Daniel Amorim entrou no lugar de Léo.





JULINHO

Se na estreia de Alberto Valentim acusamos o erro em colocar Luanderson, na posição errada, e Julinho, como titulares, ao menos um aspecto foi corrigido, e o segundo precisa ser corrigido também...

Não sei quem teve a ideia de colocar Julinho como titular. Bom que se diga, o jogador foi contratado como "lateral esquerdo", quando todos sabiam que ele vinha atuando no meio de campo, no Japão...

Com Alberto Valentim, vai no meio, ou de volante, mas sem nada produzir...

Deu!




PARALELO
Se eu for fazer um paralelo entre o Avaí do técnico Geninho e este que entrou em campo ontem, comandado por Alberto Valentim, terei saudades do primeiro...

Diria que o Avaí não esteve nem mesmo motivado para a estreia de Valentim em nossos domínios, nem mais organizado, nem correndo mais...

Estranho que em uma semana a equipe tenha conseguido piorar...


Saudações AvAiAnAs!

12 Comentários:

Marcelo r disse...

André.
Com geninho, tínhamos mais chances de gol, jogadas pelas laterais...
Com valetim: muito toque de bola para defesa...pode ser até boa opção...mas o elenco não possui jogadores rapidos para este tipo de jogo e o goleiro não sabe sair em com os pés ...
O problema eu tinha mencionado...não era treinador...
Falta muita coisa...
Elenco...
Presidente focado...
Projeto errado...
Falta de boas contratações...
E vontade de estar na serie A

Unknown disse...

Parabéns a diretoria que, tendo um elenco patético, gastou um milhão e duzentos para piorar nossa iluminação

Carlos avaiano disse...

BOM DIA

ESTAMOS FAZENDO A NOSSA PARTE, NOITE GELADA DE DOMINGO, DEIXAMOS NOSSOS ACONCHEGANTES LARES E CONVÍVIO COM FAMILIARES, NO MEU CASO, MAIS DE 50 KM, PRA APOIAR A NOSSA ETERNA PAIXÃO, QUE CADA VEZ MAIS, FICA EVIDENTE QUE É SÓ NOSSA, POIS PARA OS DIRIGENTES, É UM MEIO DE ESBANJAREM ARROGÂNCIA E VAIDADES, E DEIXAREM AFLORAR O AMADORISMO QUE OS CONTAGIAM.

CHEGA DE HUMILHAÇÃO, O AVAI É NOSSO EXIGIMOS RESPEITO.

OU O BATTISTOTTI TOMA UMA ATITUDE RADICAL, OU VAI JOGAR MAIS DA METADE DA COMPETIÇÃO SEM TORCIDA, CUMPRINDO TABELA E PRESENTEANDO OS DEMAIS CLUBES COM PONTOS FÁCEIS.
E SE ISTO ACONTECER, A MELHOR FORMA DE PROTESTAR, SERIA O MOVIMENTO PUBLICO ZERO, PRA ELES ENTENDEREM QUE COM PAIXÃO POPULAR NÃO SE BRINCA E SEM ESPAÇOS PARA AMADORES E VAIDADES.
SE NÃO PODE GASTAR PRA NÃO ESTOURAR O ORÇAMENTO, PORQUE ENTÃO LUTAR POR ACESSO, E PORQUE NÃO REDUZIR METADE DO PLANTEL, OLHA A ECONOMIA NA FOLHA, QUAL O CUSTO BENEFICIO DO MARCOS SANTOS NA FOLHA DO CLUBE?

PARABÉNS PELA ILUMINAÇÃO LED PRESIDENTE, COM ISSO A LANTERNA SEGUE MAIS ILUMINADA E FORTE DO QUE NUNCA.

Pablo Antony disse...

O centroavante do Avaí custaria pra ser titular em uma equipe amadora. A bola dá nele. Com todo o respeito ao profissional, mas ele não tem a mínima condição de vestir a camisa de um clube na série A. Fica fácil entender como ele não jogou por onde passou na série A.
Já o Julinho é difícil até comentar. Ele não tem velocidade, não produz boas jogadas de ataque e não marca nada. Como pode jogar? E ainda se isso não fosse o bastante ele pensa que é craque. Ontem mesmo vi algumas vezes no campo de defesa ele tocar a bola de um lado e olhar para o outro. Pensa que é o Ronaldinho.... aí não dá para ser feliz.
Porque o Luan não joga? Porque o Daniel Amorim não joga? Cadê o Caio Paulista?
E, cadê os nossos dirigentes? Será que não vêem o que vemos? OU estão vivendo no país das maravilhas?

Tá difícil de engolir o time e a campanha deste ano!

Tiago Soares disse...

Achava o Geninho um bom técnico, afinal seus números ao longo do tempo com o time, e um título nacional, não vem de alguém que não entenda de futebol, mas claro que sei que precisava de mudança , pois suas indicações de jogadores eram horríveis, e seu desentendimento com alguns membros do grupo, já não fazia as coisas fluírem.
Chegou outro, um bom nome, porém começou perdido, tão perdido quanto os responsáveis por contratações. É difícil defender o Daniel Amorim errando passe a 2 metros de distância, (seu negócio realmente é dentro da área) mas o que tem o Brenner de tão fodastico pra assumir a titularidade assim? Ruim de bola!!! E o ferrarez? Se nós estivessemos na série C, derrepente tinha vaga nesse time, seu critério de contratação foi qual? Ter jogado no rival? Julinho, seu critério de contratação tb foi qual? Ter falado e gesticulado monte de merda pra torcida? Muita contratação, muito dinheiro jogado fora, muita incompetência !!!

Roberto Wendhausen (BettoRW) disse...

Futebol e iluminação decepcionantes!

Diego Feliciano disse...

Depois de ontem larguei, já podemos nos preparar para a série B. Conter gastos agora, aceitar o rebaixamento antecipado. Ja vai mandando embora quem não deve ficar para serie B. Não contrata mais ngm, economiza o máximo para ano que vem fazermos uma série B digna.

Nelson disse...

Só falta agora sentir saudades do Geninho!
É o fim!!!

LUGO disse...

Bom dia.
Do que contrataram já tínhamos em casa.Penso que não precisamos falar mais nada sobre esse assunto.
Tenho pena do Betão, que como liderança tem que ficar arrumando desculpas.
Caio Paulista, Daniel Amorim e Getúlio fazem mais fumaça do que essa lenha podre que foram buscar.
Porque não tentar o Lourenço como segundo volante, já que temos um monte lá que não servem e o Lourenço já demonstrou que se adapta a varias posições, com eficiência.
Douglas não vai jogar nunca se depender da qualidade cognitiva da turminha que o cerca, como diria o ceguinho comediante: é muito difícil.

Abraço.

ney.lf disse...

Só queria que o Battisttoti, o Joceli e o Marquinhos me dissessem qual a diferença do JÔ, que brigaram e deixaram ir embora, com o Daniel Amorim e o bonde do Brener, o gordo Douglas atualmente tem a mais que o Luan, o Paraguaio joga em relação ao Wesley, o Ricardo em relação ao Eduardo Kunde,o Leo em relação ao Lourenço, etc...
É por estas e outras que estamos nesta situação e questiona -se o que este trio entende de futebol e o que o setor inteligência" (sic) faz no clube, se é que realmente existe...

Marcos Aurélio disse...

Boa tarde, já comentei nesse espaço, q quando terminou a séria *B*como acesso a série * A * e o Avaí renovou contrato ou nao dispensou metade dos jogadores, era um prenúncio q não faria frente aos outros clubes . Na era Battistote, de todas as contratações, apenas dois, podemos dizer q foram ótimas contratações , Judson e Betão. Com todas as contratações fritas p série *A * o time continua mas fraco do q disputou a série *B*.É só fazer um análise dos confrontos do Catarinense, não ganhamos dos times considerados grandes.

Serjao disse...

Ao contrário de muitos, discordo de que esse seja o pior elenco dos últimos anos. Mas é com certeza um dos menos focado e Valentim um dos técnicos que mais criou maiores expectativa de mudança de atitude de um time no desespero. O que se vê é que não houve mudança cultural na postura da equipe. Continuamos sem se impor em campo, um time sem alma e sem passar confiança ao torcedor por dias melhore.
Ganhamos o Catarinense com folga tudo bem. Mas sem a chegada de reforços pontuais para jogar a Elite do futebol brasileiro já era previsto o fracasso, menos o vexame que estamos passando.

Nossa situação é vexatória, não por falta de dinheiro para concorrer com outros clubes, porque quem tem pouco dinheiro não contrata em quantidade e sim faz contratações pontuais com qualidade. Evitando desperdício com quem não agrega nada e ainda fica chateado por estar no banco.
Temos jogadores e dirigentes em excesso.
Um grupo sem comprometimento, sem gana de vencer, sem comando e que está prestes a cair novamente pelos mesmos erros cometidos por Battistotti na queda de 2016. Porque com esse futebolzinho que tem apresentado, com Douglas e Juninho no meio campo e esse oito atacantes que temos, os quais não conseguem finalizar com qualidade a gol, torço por um milagre, mas não consigo imaginar outra coisa que não seja voltar a Série B.

Postar um comentário

A MODERAÇÃO DE COMENTÁRIOS FOI ATIVADA. Os comentários passam por um sistema de moderação, ou seja, eles são lidos, antes de serem publicados pelo autor do Blog.

Odontokist

Arquivos do Blog

  ©André Tarnowsky - Todos os direitos reservados.

Modificado por Marcos TOTÔ | Template by Dicas Blogger | Topo