sábado, 28 de abril de 2018

NO SCARPELLI, by Roberto Costa

No Scarpelli o time do Estreito venceu seu terceiro jogo em sequência, no Campeonato da série B, derrotando o limitado Boa Esporte.

O time do Estreito mostrou superioridade, mas teve de suportar alguns momentos de pressão do adversário, cujos lances de perigo criados, não foram aproveitados.

A crônica amiga ao comentar a arbitragem no primeiro tempo, disse sucintamente que o árbitro não foi bem porque os jogadores não ajudaram. Não mencionaram o cartão vermelho que não foi aplicado ao jogador Betinho, quando cometeu falta sobre um adversário e, depois da falta apitada, ainda deu um pisão no tornozelo do mesmo jogador, caído no chão. Apenas o amarelo foi aplicado. Caseirinho. 

Betinho tem lá suas qualidades, mas é um jogador desleal. Temperamental foi o eufemismo escolhido pelo Faraco para qualificar o jogador.

No segundo tempo, logo a cinco minutos, o árbitro não teve a mesma condescendência com o jogador França, que tendo já tomado cartão amarelo, aplicou um carrinho num adversário e recebeu o vermelho. Os comentaristas da TV ficaram em dúvida sobre o acerto do árbitro nesse lance. 

França é aquele mesmo, ex atleta do time do Estreito, que nas horas vagas controlava o trânsito no continente...

Com a expulsão do França, as coisas ficaram facilitadas para o time do Estreito, que até moderou um pouco suas ações, postou-se atrás, partindo em contra ataques, dando impressão que o Boa cresceu. Depois, com um lançamento longo do goleiro Denis, Henan fez o segundo gol, aproveitando saída precipitada do goleiro adversário, fechando o placar.

* Roberto Costa é associado do Avaí FC. Foto acima: Luiz Henrique/FFC

4 Comentários:

Paulo Henrique Miguel disse...

Sinceramente sujar este espaço com coisas doladodela e desnecessário e deveras inútil, já basta a imprensa boca alugada, vamos nos ater ao maior de SC!

Roberto disse...

TEMPERAMENTAL? Rsrsrsrs.

Há certos aspectos que a midiazinha amiga omite, ou dá um significado menos grave, como forma de blindar o time do outro lado.

Esse jogador Betinho, não há jogo em que ele não pratique uma jogada maldosa contra adversários, visando nitidamente atingir o colega de profissão.

Isto não encaixa no termo temperamental, como pretendeu o torcedor Faraco. O que o jogador Betinho fez no jogo contra o Boa Eporte foi agressão pura e simples, e molecagem, quando o jogo estava parado.

É bom que Geninho instrua seus comandados para se precaverem, porque ele vai provocar alguém no clássico, e a arbitragem poderá ser boazinha de novo, o que não será novidade. - RC

André Tarnowsky Filho disse...

PH Miguel,

O RC tem liberdade para escrever sobre qualquer tema, e além disso, faz para da rivalidade...

André Tarnowsky Filho disse...

RC,

Eles precisam dourar a pílula, sob pena de perderem aquele "extra"...

Postar um comentário

A MODERAÇÃO DE COMENTÁRIOS FOI ATIVADA. Os comentários passam por um sistema de moderação, ou seja, eles são lidos, antes de serem publicados pelo autor do Blog.

Odontokist

Arquivos do Blog

  ©André Tarnowsky Filho - Todos os direitos reservados.

Modificado por Marcos TOTÔ | Template by Dicas Blogger | Topo