sexta-feira, 15 de março de 2019

Bom dia, Azurras - nº 3.226

MAIS DO QUE VIVO
O jogo de ontem, Vasco da Gama 3x2 Avaí, certamente entrou para a história. E entrou não só pela vitória de virada vascaína sobre um Leão muito aplicado, mas também pelo fato de deixar a vaga, ou a partida de volta, dia 10 de abril, completamente aberta.

Uma vitória simples do Avaí, por vantagem mínima, e a decisão irá para as penalidades máximas...

Bom que se diga, ninguém nesse espaço está diminuindo ou menosprezando a vantagem vascaína, pelo contrário, mas principalmente sabendo que os outros 90 minutos da "partida" serão jogados na nossa bela Ressacada, onde até agora o Leão não perdeu, nem sofreu gol...

Como era de se esperar, o Avaí teria muita dificuldade na partida contra o Vasco da Gama, mas a postura adotada pela equipe comandada pelo técnico Geninho em momento algum foi acovardada. Encarou o time carioca de igual para igual, sempre buscando a vitória.

Aliás, tal fato se demonstrou cedo, logo aos 10 minutos, quando num cruzamento para a defesa cruzmaltina, Getúlio colocou a bola no travessão, e no rebote, com muita consciência, Pedro Castro estufou a rede do Vasco da Gama: Avaí 1 a 0.

O Leão quase ampliou com João Paulo, mas o chute bateu no zagueiro e a bola foi para escanteio. A partir disso, o time da Cruz de Malta passou a recuperar terreno, e aos 26 minutos colocou a bola na trave de Glédson, com um toque sutil de Pikachu.

O Vasco seguiu na pressão, dominando o jogo, mas foi numa cobrança de falta, aos 34 minutos, que o gol de empate saiu. Danilo Barcelos chutou, a bola desviou em Matheus Barbosa e enganou o goleiro avaiano: 1 a 1.

O placar seguiu assim até o final da primeira etapa, com o time carioca sendo melhor no decorrer da etapa.

Para a segunda etapa, o Vasco da Gama voltou querendo buscar a vitória e encontrou um Avaí muito apático. E na pressão vascaína do início da segunda etapa, aos 11 minutos, um cruzamento pelo alto para a área encontrou Rossi, mal marcado por Iury, que fez a virada: Vasco 2 a 1.

O Vasco seguiu melhor na partida, e em cobrança de escanteio, aos 26 minutos, Thiago Galhardo aproveitou a bobeira da zaga avaiana e ampliou: Vasco 3 a 1.

Com o resultado adverso e precisando recuperar terreno, o técnico procedeu duas alterações na equipe e as coisas começaram a mudar...

Aos 39 minutos, André Moritz dominou a bola no meio de campo, abriu na esquerda para João Paulo, e correu para o meio da área para receber e marcar: Avaí 2 a 3.

Na sequência do jogo, o Avaí ainda teve oportunidade de igualar o placar, mas acabou mesmo com a vitória vascaína...




O TIME DE GENINHO
Não havia mistério na equipe do Avaí, já que o técnico Geninho viajou para o Rio de Janeiro com o time definido, ainda que não fosse aquela formação dos "meus sonhos"...

O Avaí saiu jogando com: 
GlédsonAlex SilvaMarquinhos Silva, Betão e IuryRicardo ThalheimerPedro CastroMatheus BarbosaJoão Paulo e Getúlio; Daniel Amorim.









OPÇÕES NO BANCO DE RESERVAS
Além do time citado acima, para a partida de ontem no Rio de Janeiro, o técnico Geninho relacionou mais nove jogadores para o jogo de "São Januário", pela 3ª fase da Copa do Brasil, contra o Club de Regatas Vasco da Gama.

São eles:

Goleiro: Lucas Frigeri;
Zagueiro: Eduardo Kunde;
Laterais: Julinho e Lourenço;
Volante: Falcão;
Meias: André Moritz e Luan Pereira;
Atacantes: Brizuela e Caio Paulista.





SUBSTITUIÇÕES
A primeira alteração no Leão ocorreu aos 25 minutos da segunda etapa, quando a partida estava 1 a 1, com o técnico Geninho sacando Iury e colocando Lourenço

Um pouco mais tarde, aos 28, foi a vez de Luan Pereira entrar no lugar de Ricardo Thalheimer, quando a partida já estava 2 a 1 para o Vasco.

A última alteração ocorreu aos 33 minutos, com André Moritz entrando para a saída de Matheus Barbosa, quando o placar apontava 3 a 1 para o Vasco

Não há dúvidas de que as alterações surtiram o efeito desejado, até para diminuir o placar e chegar vivo na partida de volta...




LONGE DISSO
O fato de ser associado do Avaí, de manter um blog falando as coisas do clube, não me impede de tecer opiniões sobre o time de Geninho, inclusive com mais acertos que a mídia "boca alugada", que tem rabo preso com muitos boleiros...

Mesmo que a derrota em São Januário não tenha sido um desastre, alguma coisa poderia ter sido melhor aproveitada, até pelo que comentamos nos últimos dias...

Por isso mesmo, longe de ser comentarista de resultado, seguem alguns "pitacos" desta semana...




SOBRE A ZAGA - BOM DIA, AZURRAS nº 3.222 - 11/03/2019
"* Há uma certeza na zaga avaiana, que se chama Betão. O treinador avaiano errou em escalar Marquinhos Silva contra o Brasil-RS e errou ontem em escalar Kunde e Ricardo.

* Creio que nas circunstâncias de ontem, Kunde e Marquinhos Silva poderia surtir mais efeito, ainda que o veterano zagueiro tenha mostrado muita instabilidade na quinta-feira.

* A melhor zaga do Avaí hoje é Eduardo Kunde com Betão, incontestavelmente. Até podemos jogar com três zagueiros e Ricardo entrar na equipe. Ontem falhou bisonhamente no gol do Hercílio."

Nessa história de "boleiro" ser amigo de "bocas alugadas", quem perde é o clube...




SOBRE PEDRO CASTRO - BOM DIA, AZURRAS nº 3.222 - 11/03/2019
"* Enquanto não chegar alguém que assuma a camisa 5, o primeiro volante de ofício, Pedro Castro é o cara. Ontem fez muita falta num meio de campo sem marcação e ainda menos criatividade."

Pedro Castro não é craque, mas é melhor que muita gente que está vestindo a camisa do Avaí. Se não é primeiro volante, no mínimo, pode ser segundo volante...




SOBRE MATHEUS BARBOSA - BOM DIA, AZURRAS nº 3.222 - 11/03/2019
"* De grande contratação junto ao Atlético Tubarão, Matheus Barbosa está encolhendo seu futebol. A briga como segundo volante segue com André Moritz, hoje com vantagem para o segundo."

Não é a primeira vez que comento sobre a inoperância de Matheus Barbosa, que ainda não entendeu que a temporada de 2019 já começou. André Moritz titular.




VIVO NA COPA DO BRASIL
O técnico Geninho, bem antes das partida de ontem, disse que "talvez o Vasco fosse o melhor time do Rio de Janeiro no momento", e ele não estava errado, apesar do volume de dinheiro gasto pelo Flamengo e das novas contratações de Fluminense e Botafogo.

Ocorre que até 10 de abril, data da partida de volta contra o Avaí na Ressacada, dificilmente a equipe vascaína conseguirá manter a invencibilidade e o padrão de jogo. Por sua vez, a tendência do Avaí é crescer tecnicamente, ao menos é o que se espera com a entrada de Douglas, bem como de outros reforços...

Sigo apostando minhas fichas no Avaí nesta terceira fase da Copa do Brasil!




AGORA É CLÁSSICO
Não há tempo para mais nada: é virar a chave e direcionar para o Campeonato Catarinense, para o clássico de domingo, onde também está marcada a "dezpedida" do craque Marquinhos...

Já coloquei minha opinião, porém, não sou ouvido nem bem quisto no Sul da Ilha, o que em nada muda o que já escrevi por aqui sobre o assunto: o problema do clássico está em terem colocado muita pilha na despedida do Marquinhos e esquecendo que futebol é bola na rede!

Desde o início, sobre o fato de M10 encerrar a carreira, de chegar aos 400 jogos, tudo foi muito mal administrado, e pior que isso, dando ouvidos aos "especialistas", que querem mais é ver o "circo pegar fogo"...




MISTURA NOCIVA
Misturaram as frequências e agora está complicado para reverter, aliás, não se reverte mais. Pelo andar da carruagem, vamos estar na semifinal decidindo fora e se chegarmos à final, também será fora da Ressacada.

Um clássico em si, valendo pontos e mais, a liderança (mesmo em um torneio cacareco como este Catarinense) já atrairia um ótimo público. Portanto, a decisão de transformá-lo num “jogo festa despedida” por conta da renda e risível...

Mistura complicada, nociva, que só escancara a falta de visão dos dirigentes...




MARQUINHOS MERECIA MAIS
Não vou entrar na discussão de que Marquinhos é ou não é o maior jogador da história do clube, até porque os números parecem mostrar, incontestavelmente, que sim, mas ele merecia um adversário melhor do que este, totalmente falido. 

Um um jogo festivo, com vários craques amigos da trajetória do Galego, daria uma outra ótima renda (quem sabe destinada a categoria de base)...
 
Pra piorar, a hipótese de colocar o meia Douglas para estrear no mesmo jogo é perder dinheiro, pois uma terceira partida com esta estreia daria uma terceira renda muito boa... 




RISCO
Apesar das colocações acima, dentro de uma lógica difícil de ser contestada, os dirigentes preferem arriscar tudo no clássico. Fazer de um jogo pegado, que vale pontos, num jogo “amistoso”, onde os dois jogadores mais importantes (fora de entrosamento ainda) virão à campo. 

Ao invés de três boas rendas, apenas uma. Gestão de risco ZERO. Podemos ganhar o clássico, sim e até golear, mas podemos perder (é do jogo), daí daremos de mão beijada a um time falido a única alegria que terão no ano...

O Avaí sobrevive, apesar dos "gênios" que o dirigem...




Saudações AvAiAnAs!

10 Comentários:

ney.lf disse...

Continuo afirmando, não temos laterais!
Podem mandar os 4 embora e contratar outros....

Unknown disse...

Perfeito comentário quanto a questão despedida do Marquinhos, que bobagem estão fazendo.

fts fts disse...

O Leão volta com um resultado razoável do Rio de Janeiro, onde fez um jogo digno contra o Vasco da Gama. Porém há de se fazer algumas observações sobre as escolhas (não é uma ‘ixcolha’, é um ‘ixculhão’, como diria o manezinho) do Geninho. Na transmissão da SporTV o comentarista afirmou: “O invicto Vasco tem uma grande vantagem, o técnico Valentin consegue repetir o mesmo time todos os jogos, com pequenas mudanças. A torcida tem o time na ponta da língua”. No Avaí é ao contrário. Cada jogo o Geninho coloca um time em campo, começando pelo péssimo rodízio de goleiros, que é a posição que mais necessita de confiança e ritmo de jogo. Na lateral esquerda eu sei que tivemos problemas com lesões, o que não justifica a avenida oferecida ao adversário na noite de ontem. E mais, Betão e Marquinhos Silva, não! Betão é titular, Marquinhos Silva um reserva mediano (ontem ele até jogou bem). Não foi de forma impensada que o Vasco metralhou o lado esquerdo do Avaí, em que estavam o veterano zagueiro e o jovem e perdido Yuri. Prosseguindo, Matheus Barbosa é um volante que comete faltas demais, é uma atrás da outra, chega muito atrasado nos lances, tem que repensar suas atitudes em campo. O zagueiro Ricardo, improvisado como volante, provou que não é a dele a posição, estava solto no meio. É como desmontar um armário e, ao remontá-lo, sobrar uma peça. De positivo o ataque, que mesmo numa retranca como a de ontem, deu boas espetadas no rival.
Outra coisa a se lamentar é a postura em campo. Será que o time do Vasco da Gama justifica uma pressão tão grande? Não é por nada, sem desmerecer o Vasco, mas vamos pensar sobre alguns nomes do time titular:
Fernando Miguel, goleiro titular absoluto do cruzmaltino, veio do rebaixado Vitória; Lucas Mineiro veio da quase rebaixada Chapecoense; Thiago Galhardo passou por times grandes e não deixou saudades, fazendo sua carreira em times de menor expressão; o centroavante Máxi Lopez, uma torre imóvel e visivelmente fora de forma. Os demais, uma mescla de nomes intermediários do cenário nacional, jovens da base e veteranos.
Pergunto: justifica tomar um pressão por 70/80 minutos de jogo? Temos no Brasil alguns times que estão no topo e têm um investimento alucinadamente fora do comum, o Vasco não é um desses. Quando enfrentarmos esses times, que são Flamengo, Cruzeiro e Palmeiras, aí tudo bem. Posso ainda encaixar um Santos bem montado pelo Sampaoli e um Corinthians que vem tomando rumo. Todos os outros elencos passam dificuldades na temporada.

Em suma, o Avaí precisa ser valente.
Não quero ser injusto, pois não é cenário de terra arrasada. O time do Geninho tem uma cara e ele é um bom treinador. Contudo, os erros devem ser apontados. Perdemos os dois jogos de maior apelo e dificuldade até agora: o clássico e o jogo de ontem. Temos que refletir

Abraços fraternos aos avaianos e, em especial, ao blogueiro!

Fernando TS

Marcos Espindola disse...

Bom dia André
Sem contar a falta de criatividade do Mktg do Avaí.Afinal o Avaí tem setor Mktg?Depois querem Ressacada lotada
Abcs
Marcos Toca

ANDRÉ LUIZ disse...

Em relação ao classifico, em que pese parecer um jogo festivo, creio que o próprio M10 vai fazer não ser, portanto não vejo problemas nesse sentido,, o problema que vejo é motivar o outro time, mas tb motiva nossa torcida, creio que será um jogo disputado que tem tudo para o leão sair com a vitória, basta entrar ligado desdo inicio.

Rosalbo Ferreira Júnior disse...

bom dia,

Minha visão no jogo de ontem: frango no 3º gol do vasco. Se é outro goleiro pegava a bola que bateu na trava e voltou. Nosso goleiro tirou a bola da cabeça do zagueiro que afastaria o perigo. Frango e falha. Minha visão.

Glédson pode até ser bom goleiro, mas que falta de sorte até o momento como titular... rapaz... o que toma de gol de bola desviada por zagueiro ou qualquer outro.

Sorte também ganha jogo. Principalmente em jogo valendo quase 2 milhões.

abraços.

Gustavo Beck disse...

Sobre o jogo contra o vasco o Avaí foi bem no primeiro tempo, entrou muito acuado no segundo e tomou a virada ao natural, Geninho demora demais nas substituições e MB tá merecendo um banco.

ManoelNilson disse...

Concordo plenamente com o sr Ney, precisamos urgentemente de 2 laterais bons. Os que temos apenas servem para compor o elenco.

Lugo disse...

Bom dia azurras,
Mais uma partida importante que perdemos por conta do medo do Geninho. Ficou claro que se entrassemos com meias ofensivos goleariamos. O Vasco é uma equipe fraquíssima, candidato ao rebaixamento.

Antonio Bernardes disse...

Laterais ruim, um ataque mais ou menos, uma defesa falha e 2 laterais cabeça de bagre. Que saudades do Guga, infelizmente ficamos sem lateral direito e esquerdo. Trouxemos um engana trouxa do Atlético Mineiro. Trocamos um bom por um mais ou menos ou ruim. Este é o Avaí FC, que cada vez afasta mais o torcedor de suas arquibancadas.

Postar um comentário

A MODERAÇÃO DE COMENTÁRIOS FOI ATIVADA. Os comentários passam por um sistema de moderação, ou seja, eles são lidos, antes de serem publicados pelo autor do Blog.

Odontokist

Arquivos do Blog

  ©André Tarnowsky Filho - Todos os direitos reservados.

Modificado por Marcos TOTÔ | Template by Dicas Blogger | Topo