quarta-feira, 11 de janeiro de 2017

RELÍQUIA, by Roberta Bayestorff

"Relíquia que a mãe encontrou arrumando umas gavetas...Carteirinha de sócio do meu pai, em 1995. 

Queria achar a minha de "torcedora mirim", desse mesmo tipo plastificada.

Quase todo fim de campeonato o pai falava: ano que vem a gente não volta, já pode te conformar. Era só recomeçar que lá estávamos nós dois de novo. Quem é, entende e sabe, não tem explicação.


Que saudades desse tempo!


Roberta Bayestorff"

6 Comentários:

Antonio Bernardes disse...

Meu pai era igualzinho, que Deus o tenha num bom lugar. Muitas saudades do tempo que fui sócio mirim em 1978, quando a gente ia no Adolfo Konder. Era época do Vargas, do zagueiro Silva e cia. Tempos que não voltam mais e ficam na nossa memória pro resto de nossas vidas.

Sérgio Bayestorff disse...

Ainda continuo dizendo que ano que vem não vou mais.

André Tarnowsky Filho disse...

Antônio Bernardes,

Que espetáculo!
Bons tempos mesmo. Saia da Presidente Coutinho, a pé, era muito fácil chegar no Adolfo Konder...

André Tarnowsky Filho disse...

Presidente Bayestorff,

Continuas muito teimoso...
hehehehehe

Sergio Nativo disse...

Nesse tempo ele ainda tinha cabelos negros e o o jogador gostava de jogar. Época de grandes craques avaianos

André Tarnowsky Filho disse...

Serjão,

Não só pelos cabelos, mas até pelos craques, faz tempo, hein?

Postar um comentário

A MODERAÇÃO DE COMENTÁRIOS FOI ATIVADA. Os comentários passam por um sistema de moderação, ou seja, eles são lidos, antes de serem publicados pelo autor do Blog.

Odontokist

Arquivos do Blog

  ©André Tarnowsky Filho - Todos os direitos reservados.

Modificado por Marcos TOTÔ | Template by Dicas Blogger | Topo