segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

Bom dia, Azurras - nº 2.474

LIDERANÇA INCONTESTÁVEL
Em mais uma rodada do Campeonato Catarinense, o Avaí voltou a vencer, fez uma boa partida, não deu margem para que o bom e organizado Brusque conseguisse respirar no tapete verde da nossa bela Ressacada. O placar apertado, 2 a 1, não espelha a superioridade do Leão durante toda a partida, que ainda teve três bola chutadas na trave adversária.

Mais do que a vitória, os 2 a 1 de ontem consolidaram a liderança, ainda mais isolada, agora com 6 pontos de vantagem para o segundo colocado, o Criciúma, 16 pontos ganhos contra 10, numa campanha inquestionável, incontestável sob qualquer aspecto. 

Verdade seja dita, não foi uma partida fácil, mas principalmente pelo organização defensiva do Brusque, que propriamente por ameaças ao gol de Kozlinski, que não existiram na primeira etapa.


Foi numa bela arrancada de Júnior Dutra pela esquerda, aos 47 minutos do primeiro tempo, que chegou até a linha de fundo e cruzou para Denilson marcar o primeiro gol do Leão. Não havia tempo para mais nada. Avaí 1 a 0.

Para o segundo tempo, o Leão partiu para garantir a vitória, continuando melhor na partida e fazendo por merecer o placar. Porém, aos 15 minutos, no primeiro ataque com perigo para a defesa avaiana, Alemão deixou Jonatas Belusso entrar na área e chutar sem chances para o goleiro do Leão. 1 a 1.


A partida estava controlada, o Leão mandando no jogo, mas não conseguia reverter em gols as chances criadas. Marquinhos, por exemplo, cobrou uma falta no travessão, assim como num ataque avaiano tirou a bola do alcance do goleiro, mas ela beijou a trave outra vez. Na primeira etapa, Denilson já tinha carimbado o travessão.

Não demorou muito para o Avaí desempatar. Aos 23 minutos, numa boa trama do ataque, Marquinhos tocou para Rômulo, que acionou Júnior Dutra. O atacante avaiano foi derrubado, mas Rodrigo D'Alonso Ferreira não marcou o pênalti, mas Denilson chutou, o goleiro brusquense deu rebote, e Júnior Dutra acabou completando para a rede. Avaí 2 a 1.

Até o final da partida, foi o Avaí quem seguiu mandando na partida. Vitória mais do que merecida e a liderança ainda mais isolada no Campeonato Catarinense.




QUATRO DESFALQUES
Como comentei ontem, o técnico Claudinei Oliveira teve que pensar um pouco mais para escalar a equipe do Avaí, e mais que isso, em face dos desfalques de Capa, suspenso pelo terceiro cartão amarelo, Leandro Silva e Luan, entregues ao departamento médico, e ainda teria que saber das reais condições de Diego Jardel para definir o time que entraria em campo.

Quando cheguei ao estádio é que fiquei sabendo que DJ também desfalcaria o líder do Catarinense. E por isso mesmo, sem os dois alas titulares, sem a marcação de Luan e até mesmo pela eficiência de Diego Jardel, era óbvio que o ritmo do time não poderia ser o mesmo das outras partidas.

De qualquer forma, bom que se diga, todos os substitutos cumpriram muito bem o papel que lhes foi designado, e aqui falo de Gustavo Santos, João Paulo, Ferdinando e principalmente Júnior Dutra.




O TIME DE CLAUDINEI OLIVEIRA
O técnico avaiano não conseguiu trabalhar com seu time titular, como coloquei acima, mas não surpreendeu, entrando em campo com a mesma equipe que treinou na semana: KozlinskiGustavo SantosAlemão, Betão João PauloFerdinandoJudsonJúnior Dutra e MarquinhosRômulo e Denilson.

Diga-se de passagem, este foi o time que saiu jogando e só foi alterado a partir dos 30 minutos da segunda etapa, o que mostra o bom rendimento físico da equipe avaiana, que vem sobrando na competição.





OPÇÕES NO BANCO DE RESERVAS
Para o banco de reservas, o técnico Claudinei Oliveira tinha à sua disposição praticamente um outro time, mas no final, Diego Jardel, que havia sido relacionado, nem foi para o banco de reservas. 

Os jogadores que estavam à disposição do técnico avaiano foram:

Goleiro: Douglas;
Zagueiros: Maurício e Salazar;
Volantes: Renato;
Meias: Caio César, Lineker e Marcelinho;
AtacantesSantarém, Toshi e Vitor.





AS ALTERAÇÕES
Como citei acima, para o segundo tempo o treinador manteve a equipe, fazendo a primeira modificação somente aos 32 minutos, com Santarém entrando no lugar de Rômulo, quando o placar já estava 2 a 1 para o Leão.

Aos 38 minutos, saiu Ferdinando para a entrada de Renato. E aos 40, a última substituição, Mauricio entrou no lugar de Gustavo Santos

Se não fizeram uma partida brilhante, os comandados de Claudinei Oliveira foram eficientes o bastante para sair de campo com a vitória, que foi justa, em mais um bom jogo do Leão.




EU JÁ SABIA
Como alertei sobre a equipe comandada por Pingo nos últimos dias, o Brusque veio para complicar a vida do Avaí, e bom que se diga, ainda que o Leão fosse melhor na partida, um dos nosso representantes na Copa do Brasil também fez um bom jogo, mesmo com pouco poderio ofensivo.

O Brusque é uma equipe bem postada em campo, e outra vez o Leão não  fácil, como acabou encontrando em alguns confrontos nesse início de Catarinense. A equipe de Pingo vai para disputar a parte alta na tabela de classificação, até o final da competição.

Como salientei ontem, a minha certeza: sua permanência na elite do futebol Catarinense será garantida com folgas...




BOM PÚBLICO
Gostei da presença da torcida avaiana ontem na Ressacada, ainda que considere o público total de 6.055 torcedores muito aquém do que imaginei, até porque quem estava em campo era "apenas" o líder do Campeonato Catarinense, enfrentando o então vice-líder.

Domingo de sol, calor, céu de Brigadeiro, mar de Almirante, com todas as condições para se chegar ao estádio e torcer pelo Leão.  Poderíamos ter mais público, e de nada adianta justificar pelo calor, trânsito, horário, ou qualquer outra justificativa. É uma questão de prioridade. Eu estava lá!




QUE VENHA O CLÁSSICO
Quarta--feira teremos o maior jogo de Santa Catarina, teremos Clássico, ainda que a mídia de uma maneira geral agora aponte seu foco para a Chapecoense. No entanto, é inegável que Avaí x Figueirense traz consigo um outro apelo, a histórica rivalidade, que por si só é um belo ingrediente para essa partida, num momento mais favorável ao Leão.

Outra vez se vai falar em trânsito, no péssimo horário das 21h45min, que é dia de semana, mas nem isso pode tirar a torcida do estádio. É jogo para o Avaí consolidar sua bela campanha, quiçá carimbar o passaporte para a conquista do turno, e consequentemente, à final do campeonato.




O ÁRBITRO DO CLÁSSICO
Nas seis rodadas até aqui do Campeonato Catarinense, ocorreu um fato curioso sobre a arbitragem. Nos seis jogos, tivemos apenas três árbitros atuando em partidas do Leão, a saber:

1) Bráulio da Silva Machado: Criciúma 0x1 e 2x1 Metropolitano;
2) Sandro Meira Ricci: Tubarão 0x2 e Joinville 0x0; e
3) Rodrigo D'Alonso Ferreira: 3x0 Chapecoense e 2x1 Brusque.

Posso estar enganado, mas creio que nenhum dos três apitará o Clássico. Tenho uma leve impressão que a "bolinha" da vez é a de Héber Roberto Lopes...




MELHOROU OUTRA VEZ
Avaí começou a sexta rodada com 4 pontos de diferença para o segundo colocado, o Brusque, com 13 a 9. O Leão somou mais três pontos e chegou aos 16 pontos ganhos, mas seus adversários mais diretos não conseguiram bons resultados, exceção ao Criciúma, que agora está na vice-liderança. 

Ainda que tenha mudado o segundo colocado, o Tigre assumiu a segunda colocação, somando 10 pontos ganhos, aumentou muita mais a margem de segurança do Avaí16 a 10

Faltando 3 rodadas para o fim do turno, o Leão encaminhou muito bem seu destino nesta fase da competição. Ainda não terminou, mas o Avaí está no rumo certo.

Capricha, Leão!




PRÓXIMAS PARTIDAS PARA O TÉRMINO DO TURNO
Matematicamente falando, entendo que até o Internacional, 7º colocado com 7 pontos ganhos, tem chances de "atrapalhar" o Leão, e numa dessas "zebras" do futebol, igualar aos atuais 16 pontos do Avaí, mas...

Caindo na realidade, diria que 3 equipes postulam a primeira colocação, Avaí, 16 pontos, Criciúma, 10 e Brusque, 9. Os três jogos das três equipes são os seguintes:

1) Avaí: Figueirense (C), Almirante Barroso (F) e Internacional (C);
2) Criciúma: Atlético Tubarão (F), Metropolitano (C) e Chapecoense (F);
3) Brusque: Almirante Barroso (C), Internacional (F) e Joinville (C).

Tô apostando que no Leão!




PIPOQUEIRO
Após a saída de Emerson Nunes do comando do Avaí em 2014, o clube contratou o técnico Paulo Turra, que não deixou saudades. Turra chegou ao Sul da Ilha numa semana de Clássico, e até por isso, preferiu não ir para o banco naquele momento. Raul Cabral teve peito, dirigiu o time e venceu o jogo.

O "doladelá" contratou o festejado Márcio Goiano, pelo que parece, também mordido pelo mosquito da desconfiança, preferindo acompanhar o jogo contra a Chape dos camarotes da Arena Condá...

Turra foi criticado, Goiano foi elogiado. A cada dia que passa sou forçado a concordar ainda mais com a diretoria do Rio Branco, do Acre...






Saudações AvAiAnAs!

4 Comentários:

ney.lf disse...

Dá gosto ver este time jogando bola, fazia muitos anos que não via um Avai tão organizado taticamente fazendo com que alguns atletas que eram olhados enviesadamente crescessem com o seu futebol.
Quarta-feira que não chega...

Ney Lúcio Félix

Carlos avaiano disse...

Bom dia André, sim eles nem disfarçam a preferência, imagina se o Prisco ganha à presidência da federação, ai amigo nossos cabelos vão embranquecer e cair antes do tempo.

André Tarnowsky Filho disse...

Carlos Avaiano,

Não duvido disso...

Postar um comentário

A MODERAÇÃO DE COMENTÁRIOS FOI ATIVADA. Os comentários passam por um sistema de moderação, ou seja, eles são lidos, antes de serem publicados pelo autor do Blog.

Odontokist

Arquivos do Blog

  ©André Tarnowsky Filho - Todos os direitos reservados.

Modificado por Marcos TOTÔ | Template by Dicas Blogger | Topo