sexta-feira, 19 de maio de 2017

SUB-VINTE, A PROPOSTA EQUIVOCADA, by Roberto Costa

Os garotos sub-vinte do Avaí, perderam ontem de dois a zero para o bom time do Flamengo e agora terão a dura missão de reverter esse placar, no jogo de volta na Ressacada, missão um pouco ingrata.

Assisti a alguns jogos anteriores desses garotos e fiquei positivamente impressionado, com as boas articulações no ataque, a velocidade, a precisão nos passes. Os próprios comentaristas do jogo via TV, mostraram-se impressionados com a média de gols da equipe, dois e meio por partida. O Avaí desclassificou Fluminense, Palmeiras e Grêmio, não é pouca coisa, não temeu tradição, estrutura, nem camisa.

Acho que nosso treinador, infelizmente e em má hora resolveu mudar e adotou proposta de jogo equivocada. Depois que assisti aos jogos anteriores dessa garotada até pensei comigo, que eram a antítese do time do Claudinei. Futebol ofensivo, veloz, insinuante, sempre sufocando os adversários, bem o contrário do time principal. Lamentavelmente, recuado, nosso comandante ofereceu todo o primeiro tempo ao adversário, ou seja, optou por esperar o Flamengo em seu campo, cedeu-lhe todo o espaço de que precisava. Tomou um gol nos primeiros minutos e mesmo assim não saiu para o jogo. Por pouco não foi para o intervalo goleado, pois tomou duas bolas na trave.

Que mensagem foi passada aos garotos com essa proposta? Ora, a de que era preciso temer, ou respeitar o Flamengo, a camisa do Flamengo. E assim, quem patrolou Fluminense, Palmeiras e Grêmio, rendeu-se à camisa do Flamengo. É claro que, pelo nosso retrospecto, nossas vitórias anteriores sobre os três grandes, os rubro-negros também não se atreveriam muito dentro de campo, mas facilitamos as coisas para eles.

Iniciado o segundo tempo, inferiorizado no marcador, sair para o jogo era obrigação. Então vimos jogar o nosso bom sub-vinte, e então vimos nossos atacantes infernizarem a defesa adversária, criar chances de gol, pressionar, a ponto de os comentaristas concluírem que o primeiro tempo foi do Flamengo e o segundo do Avaí, e que o empate talvez fosse o resultado mais justo. O pior é que, no desespero, na ânsia de conseguir um gol nos derradeiros minutos, o que não se preocupou em fazer bem antes, nosso treinador partiu com tudo para o ataque, e tomou o segundo nos últimos segundos de jogo.

* Roberto Costa é associado do Avaí FC

8 Comentários:

Alexandre Carlos Aguiar disse...

Quando a gente espera que um treinador saia da mesmice de jogar pelo empate, para ganhar na segunda partida, de acordo com o regulamento, surge mais um a fazer o mais do mesmo.
Haverá quem dirá que o time é bom e que chegou ali por causa disso. Claro, evidentemente. Mas como não ao favorável ao famoso "fizemos um bom campeonato e chegamos aonde pudemos", afirmo que o time foi frouxo e medroso.
Tanto que no 2o. tempo mostrou quem era.
E o treinador avaiano do sub-20, que demonstrou ser mais um covarde surgindo, aprenda que time de futebol existe para jogar e fazer gols e não para manter resultados.

Raniere disse...

Concordo com o Aguiar.
E creio que a maior conquista de uma base é ceder excelentes jogadores ao clube formador.
Grande abraço.

André Tarnowsky Filho disse...

Aguiar,

Pelo que acompanhei na partida contra o Palmeiras, quando o Avaí tinha a vantagem de 4 a 1, o time foi pra cima e fez 1 a 0. Teve um jogador expulso e acabou levando a virada...
Também não entendi a postura do primeiro tempo...

André Tarnowsky Filho disse...

Raniere,

Sim, é, mas não custa tentar conquistar alguma coisa, né?

Abraço!

Raniere disse...

Realmente, André. Um título desta expressão trará muita confiança à base avaiana. Mas conquistá-lo com um futebol competitivo, contra quem quer que seja, seria uma conquista ainda maior. Principalmente para o clube, que ganharia excelentes opções para o time profissional.
Grande abraço.

Carlos avaiano disse...

Bem isso Aguiar, faltou inteligencia e prudencia, pois já que estavam nos acréscimos, e com um gol no placar, deveriam ter se cuidado para não tomarem outro gol e ficarem sem tempo pra reagir.
Acho que ainda dá, mas terão que ralar o calção na grama para passarem pelo Flamengo.

André Tarnowsky Filho disse...

Raniere,

Sim, e essa gurizada poderia entrar no time com mais "oxigênio", sem contar o respeito da torcida...

Abraço!

André Tarnowsky Filho disse...

Carlos Avaiano,

É verdade.
Mas quinta-feira estaremos lá para ver essa virada...

Postar um comentário

A MODERAÇÃO DE COMENTÁRIOS FOI ATIVADA. Os comentários passam por um sistema de moderação, ou seja, eles são lidos, antes de serem publicados pelo autor do Blog.

Odontokist

Arquivos do Blog

  ©André Tarnowsky Filho - Todos os direitos reservados.

Modificado por Marcos TOTÔ | Template by Dicas Blogger | Topo