sábado, 17 de junho de 2017

A primeira vez a gente não se esquece mesmo...

Rafael Traci é o segundo da esquerda para a direita
Normalmente, quando um árbitro vai comandar um jogo do Avaí pela primeira vez, uso um título já bastante conhecido dos amigos leitores que acompanham o Blog do Tarnowsky, "A primeira vez a gente não esquece".

O título é uma alusão a propaganda de tempos atrás quando uma adolescente vestia seu primeiro sutiã, filme bonito, que terminava com a frase "O primeiro Valisère a gente nunca esquece."

Quando verifiquei a arbitragem da partida de hoje, que será comandada pelo paranaense Rafael Traci, percebi que ele trabalhou como "árbitro adicional 1" na partida de estreia do Avaí neste Campeonato Brasileiro da Série A, Avaí 0x0 Vitória, onde houve aquele pênalti escandaloso sobre Júnior Dutra, não assinalado.

Como sempre faço, consultei o amigo, conselheiro e pesquisador das coisas do nosso Avaí, Spyros Apóstolo Diamantaras, um dos autores do livro O TIME DA RAÇA - Almanaque dos 90 anos do Avaí Futebol Clube, que confirmou ser este o primeiro jogo que o paranaense Traci comanda com o Leão em campo.

Verdade seja dita, no lance da penalidade, caberia ao fraco árbitro Felipe Gomes da Silva ter marcado a infração, ou ainda que o árbitro adicional o fizesse, que nesse caso era a baixinha Edina Alves Batista, ou até o "bandeirinha", o que de certa forma exime Rafael Traci do erro, mas...

Observem a escala de árbitro para a partida Avaí x Vitória:

Árbitro: Felipe Gomes da Silva, do PR (CBF) 
Árbitro Assistente 1: Ivan Carlos Bohn, do PR (CBF)
Árbitro Assistente 2: Luciano Roggenbaum, do PR (CBF)
Quarto Árbitro: Pedro Martinelli Christino, do PR (CBF)

Árbitro Assistente Adicional 1: Rafael Traci – PR (CBF)
Árbitro Assistente Adicional 2: Edina Alves Batista – PR (FIFA)


E agora observem a escala para a partida desta noite, Vasco da Gama x Avaí:

Árbitro: Rafael Traci, do PR (CBF) 

Árbitro Assistente 1: Ivan Carlos Bohn, do PR (CBF)
Árbitro Assistente 2: Luciano Roggenbaum, do PR (CBF)
Quarto Árbitro: Pedro Martinelli Christino, do PR (CBF)

Árbitro Assistente Adicional 1: Adriano Milczvski – PR (CBF)Árbitro Assistente Adicional 2: Edina Alves Batista – PR (FIFA)


Ou seja, "rifaram" o fraco árbitro Felipe Gomes da Silva, "promoveram" o árbitro adicional Rafael Traci para principal, e em seu lugar colocaram Adriano Milczvski, deixando a "cega" da FIFA como adicional, Edina Alves Batista fazendo pose atrás do gol...

Ao que tudo indica, a propaganda da Valisère será lembrada fortemente esta noite, mesmo com Francisco Battistotti tendo ido esta semana na CBF reclamar da arbitragem...

Seja o primeiro a comentar ;)

Postar um comentário

A MODERAÇÃO DE COMENTÁRIOS FOI ATIVADA. Os comentários passam por um sistema de moderação, ou seja, eles são lidos, antes de serem publicados pelo autor do Blog.

Odontokist

Arquivos do Blog

  ©André Tarnowsky Filho - Todos os direitos reservados.

Modificado por Marcos TOTÔ | Template by Dicas Blogger | Topo