quinta-feira, 15 de junho de 2017

Bom dia, Azurras - nº 2.589

DERROTA DA INCOMPETÊNCIA
Se a torcida avaiana criou alguma expectativa em função das atuações da equipe contra Atlético-MG e Flamengo, ontem até aquele torcedor que tem um repertório mais otimista, onde me incluo, deve ter ficado preocupado...

Uma coisa é perder para o Atlético Goianiense, outra é ter entrado em campo sem a mínima vontade de jogar...

E vamos ser francos, além de um futebol nivelado por baixo, pelas duas equipes, o Leão conseguiu a façanha de ser ainda pior que seu adversário, e sendo mais crítico, a derrota de 3 a 1 só não foi pior, só não foi mais avassaladora porque o Dragão é muito ruim...

Bem diferente do se imaginava, bem diferente daquele time que brigou nos dois últimos jogos, Avaí entrou em campo para enfrentar o Atlético-GO como se fosse um amontoado de jogadores, de peladeiros...

A derrota para o Dragão3 a 1 , não era previsível, e muito menos nada que não pudesse ser evitado, até porque o Atlético-GO vem passando por uma fase complicada, com troca de treinador, saindo Marcelo Cabo e entrando Doriva, mas nem isso o Leão soube aproveitar...

Verdade seja dita, a partida foi uma "pelada", e o primeiro gol surgiu numa besteira feita por Willians no meio de campo, propiciando um contra-ataque ao seu ex-clube, pegando a defesa avaiana desarrumada. 

O empate não demorou, após boa jogada do ataque avaiano, com a conclusão de Juan. Aliás, a primeira ação incisiva contra o gol do Atlético-GO...

Num jogo ruim, Leandro Silva conseguiu ser pior, e nos acréscimos do primeiro tempo, cometeu um pênalti infantil, convertido pelo time goiano.

Se as coisas já não iam bem com um empate, imaginem voltar para o segundo tempo com o placar adverso...


Para o segundo tempo, já tendo substituído Alemão no início de jogo por contusão, o técnico Claudinei Oliveira no intervalo sacou Judson para colocar Pedro Castro. Aparentemente, melhorou o time, ainda que o Dragão fosse mais incisivo.

Sem os efeitos desejados, foi o Atlético-GO que chegou ao terceiro gol, no minuto derradeiro, outra vez de pênalti, dessa vez duvidoso, por Gustavo estar com os braços junto ao corpo.

Quem foi incompetente não pode reclamar. Vitória justa do Dragão. Simples assim.




O TIME DE CLAUDINEI
Avaí entrou em campo na noite de ontem para enfrentar o Atlético Clube Goianiense, o Dragão. O técnico Claudinei Oliveira teve alguns problemas para definir o time, mas nada que não se soubesse. 

Assim, o time entrou em campo com: KozlinskiLeandro SilvaAlemãoBetão Capa
LuanJudson, Wellington Simião JuanRômulo Willians.

Não funcionou!





AS ALTERAÇÕES
A primeira alteração de Claudinei Oliveira veio logo no início do primeiro tempo, com Alemão saindo contundido para a entrada de Gustavo.

Para o segundo tempo, no intervalo, o treinador avaiano sacou Judson para a entrada de Pedro Castro. E por volta dos 25 minutos do segundo tempo, foi a vez de Diego Tavares entrar no lugar de Willians.

Alterações sem resultado específico...





MUITO PIOR PRO LEÃO
A partida de ontem à noite, Atlético-GO 3x1 Avaí, como comentei ontem, era um confronto direto, onde 
para o Dragão, vencer significava chegar aos 6 pontos ganhos, empataria com o Galo em pontos, mas teria que torcer por um tropeço dos mineiros, o que aconteceu.

Para o Leão, a vitória significava chegar aos 8 pontos, podendo ficar fora da degola desde que houvesse uma combinação de resultados, mas nem a sua parte o Avaí conseguiu fazer. Tivesse vencido, o beneficiado com a derrota do Galo seria o Leão, mas...




PREJUÍZO
Além de perder a partida de ontem para um adversário direto, Atlético-GO 3 a 1, o Avaí perdeu o zagueiro Betão e o volante Luan, pelo terceiro cartão amarelo, e dificilmente contará com Alemão, que saiu contundido.

Marquinhos volta ao time, e quiçá Júnior Dutra, cuja recuperação já passou do ponto...

Ao que parece, além de não conseguir reforçar o elenco, o Avaí ainda se dá ao luxo de perder seus principais jogadores, quer por dodói, ou sei lá o que...




CHEGA DE NEGÓCIOS
Para quem não sabe, o Campeonato Brasileiro da Série A já começou, e com o elenco atual, o Avaí não vai muito longe, e creio que isso todos os avaianos, inclusive os da diretoria, já devem ter percebido...

É preciso contratar, mas CONTRATAR MESMO, não essas indicações feitas por Claudinei Oliveira, como Lucas Otávio, Pedro Castro, Willians...

Nenhum deles joga mais que alguns da base avaiana ou outros que já estão no elenco, como Caio César, Diego Jardel, Vinicius Pacheco...

É preciso reforçar, se é que me entendem...




CONCORDO COM O XARÁ
Assino com o meu amigo André Aguiar, que deixou a mensagem acima no twitter. Creio que nosso problema não é o treinador, mas o elenco como um todo, que é limitado e Claudinei Oliveira tirou o máximo dele até aqui.

No entanto, apenas fico pensando na metade e na última parte da colocação feita pelo xará: quem vai chamar Caludinei Oliveira para conversar? Evando, rejeitado por boa parte do elenco? Joceli, que tem se mostrado uma vaca de presépio?

O Battistotti não entende de futebol, dito por ele mesmo numa das inúmeras entrevistas, e até por isso contratou o "Juça"...




SÓ RECLAMAR NÃO ADIANTA
"E precisamos melhorar.
Ontem o goleiro do Flamengo não fez NENHUMA defesa.
Não foi muito diferente contra Vitória, São Paulo, Chapecoense.
Ou seja, SEQUER finalizamos a gol.
Assim, não adianta só reclamar do roubo.
O roubo contra pequenos não vai parar.
E ninguém irá nos defender disso.
Agora, só reclamar, sem eficiência ofensiva, vai tornar o discurso vazio.
É preciso jogar MAIS, muito MAIS!"

O trecho acima faz parte do que foi publicado AQUI, clique e confira, pelo amigo Silvio Santos.

O presidente Francisco José Battistotti tem se esforçado e ido à luta nos bastidores da CBF, mas precisa exigir muito mais de seus jogadores...

Eles estão devendo!




HAJA POSTO IPIRANGA!
"Interferência externa com árbitros profissionais e autorizada pela FIFA é uma coisa.

Interferência externa de empresa de TV que detém os direitos de transmissão é outra.
Aliás, precisa interferir mais no resultado do campeonato do que pagar 170 milhões ao Fla e 23 milhões ao Avaí FC?"

O questionamento é do meu amigo Júlio César Heerdt, o Júlio Azzurra, conselheiro do nosso Leão. Creio que ninguém discorda do questionamento feito por ele, mas não ouso responder...

Creio que é a típica situação de perguntarmos no Posto Ipiranga...






Saudações AvAiAnAs!

12 Comentários:

Sebastião dos Reis Salvador disse...

A inércia da diretoria é preocupante .Se não tem dinheiro para contratar seja honesto e diga para a torcida.Não faça ela de otária.

Alexandre Carlos Aguiar disse...

Sim, concordo com o meu irmão. Que raios caiu na cabeça do treinador avaiano para inventar um esquema o qual o time não vinha jogando? 4-1-4-1 é para times bem treinados, com todo mundo rodando, competência técnica, aplicação tática, virtudes que nem chegam perto da pontezinha da Diomício Freitas. O problema é que no Avaí muita gente manda e poucos obedecem.

Raniere disse...

André, o treinador Claudinei está perdido. Troca de esquema a cada jogo, o jogador que se destaca num jogo vira reserva no outro, Rômulo é sempre titular absoluto, mesmo sendo ineficiente (precisa de 20000 finalizações para fazer 2 gols!). Claudinei está lembrando o Kleina!!
O que tem que ser colocado na cabeça do Claudinei, embora eu ache que a sua saída seja a solução, é que a receita do segundo turno da série B no ano passado não serve para a Série A. Simples assim!
O que queremos com Willians, que era refugo do Atlético-GO? Se já não jogava lá, vai jogar o que no Avaí?? Pedro Castro? Dá licença!! E aí vemos Santa Cruz, Juventude e outros times da série B com jogadores infinitamente melhores que estas apostas que o Avaí contrata. Tem que parar com esta mania de fazer 10 contratações para acertar uma.
Ainda dá tempo, mas é preciso fazer algo para ontem.
Grande abraço.

André Tarnowsky Filho disse...

Sebastião,

A primeira coisa que eles tem afazer é engolir suas vaidades, a segunda é trabalhar em silêncio, sem holofotes, se é que me entendes...

André Tarnowsky Filho disse...

Aguiar,

Também concordo. É aquela história, "muito cacique pra pouco índio"...
Por isso, alguns se sentem à vontade para cagar de porta aberta...

André Tarnowsky Filho disse...

Raniere,

Sem dúvida. Pior é que os que deveriam auxiliá-lo, Evando e Joceli, estão se mostrando incapazes.
Que dá tempo, não tenho dúvidas, mas entre erros e acertos, o Avaí segue errando muito mais nas contratações.

Abraço!

Pablo Antony disse...

Noite terrível, desastrosa!
O que me assusta e me deixa irritado é ver o Avaí sair de casa pra jogar com o Atlético MG com dois volantes, jogar com o Flamengo da mesma forma e, nas duas ocasiões jogando bem e, sem explicação alguma, sair de casa pra jogar com fraquíssimo Atlético GO com 3 volantes!
É muita síndrome de pequeno!

Luiz Augusto da Costa disse...

Lamentável.
Lamentável sob todos os aspectos, o que estão fazendo com o Avai.
Como explicar a atuação sofrível, lamentável, horrorosa, com os jogadores mostrando, claramente, a falta de vontade de jogar, comparando com as atuações do time, diante de Atlético Mineiro e Flamengo?
As atuações citadas acima, sendo contra o Atlético na casa do adversário e, contra o Flamengo em casa, encheram os olhos da torcida e, renovaram as esperanças de sucesso e, de um futuro a ser festejado, até, no mais pessimista torcedor avaiano.
Ontem, ao contrário, tivemos um banho de água fria, um recado entendido, sem qualquer dificuldade, pelo torcedor mais desavisado, de que não deveremos esperar, mesmo, muita coisa.
O time é ruim, o técnico esbanja covardia e invenções, lastreado na inoperância da diretoria, que assiste a tudo, como se fosse normal.
Sabe-se que o Claudinei não tem um elenco bom, mas sabe-se, também, que um time com esses "jogadores", bem treinado, bem escalado e, jogando pra ganhar, pode nos trazer melhores resultados.
Talvez esteja na hora do Claudinei pedir o boné.
A gente elogia, quando vê a diretoria "trabalhando", para reforçar o time mas, logo entende que não há o que elogiar, quando aparecem Willians, Pedro Castro, Lucas Otávio e outros.
Quer dizer, estão trabalhando para enfraquecer o time.
Não é a melhor política, ficar comparando o Avai com outros times mas, fazendo um paralelo bem simples e rápido, podemos citar a Chapecoense, que teve um desastre, perdeu o time inteiro e, num curto espaço de tempo fez um outro time que está entre os quatro melhores do Brasil, enquanto o Avaí, que não teve qualquer problema, não conseguiu formar um time decente.
Tem o problema do cofre? Certamente, mas mesmo o pouco dinheiro precisa ser bem aproveitado.
Como explicar como a Chapecoense e, outros clubes pelo Brasil afora acham bons jogadores no mercado e, o Avaí não?
Basta ver quem contrata.
Como já citei anteriormente, os diretores de futebol no Avaí, trabalham de trinta a noventa dias, após a posse e somem, fica, somente a pose e algumas entrevistas pra promoção pessoal.
Tem uma pergunta que é feita por boa parte da torcida, que precisa de uma resposta: Quem manda no Avaí?
Byghal.

Aldair enseada de brito disse...

André do jeito que está indo as coisas a lanterna da competição está à uma rodada e à série B é questão de tempo. precisamos sair dessa inércia e isso é pra ontem.

André Tarnowsky Filho disse...

Pablo Antony,

Perfeito, e essa tem sido a bronca do Aguiar, conforme está na postagem das 12 horas.

André Tarnowsky Filho disse...

Grande Aldair,

É tudo uma questão de tempo mesmo...
Ao menos se continuarmos nesse ritmo medíocre...

André Tarnowsky Filho disse...

Byghal,

Assino contigo toda essa bela análise.
No entanto, não tenho como responder tua indagação...
Do jeito que está, parece que estão atendendo a interesses contrários aos do clube...

Postar um comentário

A MODERAÇÃO DE COMENTÁRIOS FOI ATIVADA. Os comentários passam por um sistema de moderação, ou seja, eles são lidos, antes de serem publicados pelo autor do Blog.

Odontokist

Arquivos do Blog

  ©André Tarnowsky Filho - Todos os direitos reservados.

Modificado por Marcos TOTÔ | Template by Dicas Blogger | Topo