sexta-feira, 16 de junho de 2017

Bom dia, Azurras - nº 2.590

POR QUE NÃO HONRAM NOSSA CAMISA?
"Jogar contra grande e bem, pode gerar um bom contrato caso eles se interessem como o São Paulo por Denilson, o Vasco que quer Alemão, o Flu que quer Junior Dutra.

Quem tem interesse em jogar no Atlético Goianiense?


Não são nenhuma Brastemp, mas pra perna de pau não servem, pois faltou detalhes para ganharem do Vitória, Atlético-MG e Flamengo.


Achei estranho o desinteresse no primeiro gol e o pênalti bisonho de Leandro.


Se está tudo devidamente em dia? Então o que falta pros cara honrarem esta camisa gloriosa, assim como honram lá em Chapecó?
"


O comentário é do nosso amigo e associado do LeãoCarlos Henrique da Rosa, o Carlos Avaiano, sempre presente neste espaço, com quem assino e questiono...




ATOR COADJUVANTE
"É assustador assistir a essa acomodação que vem se instalando e ainda ver que esse estado de inércia poderá perdurar pelas rodadas seguintes do campeonato. 

O Avaí precisa deixar de se considerar um ator coadjuvante dentro da competição, como feito em participações anteriores, e atrever-se por algo mais. 

Concordo com o texto, esse AQUI, tem que haver atitude de gente grande, trabalhar dentro da ousadia de investir com precisão e certeza, para que o torcedor consiga ver a existência de horizontes mais promissores. 

Se continuarem nesse mesmo patamar de pensamento e ideologia, um mesmo filme se repetirá e já sabemos muito bem o seu final."

O vizinho da nossa bela Ressacada, amigo e associado do Avaí, Juarez Ayres de Souza está coberto de razão. O torcedor avaiano, e estou incluído nisso, quer ver um horizonte mais promissor...




PREJUÍZO CONFIRMADO

Se ontem escrevi uma nota intitulada "PREJUÍZO", hoje posso afirmar que ele está confirmado, pela colocação feita pelo twitter do Avaí, reproduzida acima, no final da tarde de ontem.

Perdemos a partida para o Atlético-GO, 3 a 1, e o Avaí perdeu a zaga titular, Alemão Betão, bem como o volante Luan. O primeiro por lesão, os dois outros pelo terceiro cartão amarelo.

Ainda que possamos contar com o retorno do meia Marquinhos, nada foi informado sobre o atacante Júnior Dutra, cuja recuperação já passou do ponto...




JOEL CHEGOU
Se a partida de quarta-feira deixou a torcida avaiana muito desanimada, e creio que as coisas podem piorar amanhã, ao menos a noite do feriado trouxe uma boa notícia, que efetivamente pode ser considerado um reforço: o atacante Joel está na Ilha!

Quem acompanhou as transmissões de Atlético-GO 3x1 Avaí pelo rádio, deve ter ouvido a entrevista do presidente do clube, Francisco José Battistotti, dando conta de que esperaria por Joel até hoje. Ele chegou ontem à noite...

Que seja bem vindo e acerte o pé!





ACORDARAM
Clique na imagem para ampliar
Antes do feriado, dia 14, publiquei uma nota neste espaço da Bom dia, Azurras, intitulada "NUMERAÇÃO FIXA", que havia sido implantada pelo Avaí, outra vez, na partida contra o Flamengo, no último domingo.

Antes de escrever a BDA de hoje, tratei de dar uma "ispiada" nas redes sociais, principalmente no site do Avaí, e qual não foi minha surpresa que ontem, no "apagar da luzes", escreveram algo sobre o assunto. Antes tarde do que nunca!

Durante o dia, faremos a reprodução da matéria para que o torcedor avaiano se habitue com os "números", mas antes gostaria de tirar duas dúvidas: primeiro, quem é o 94, Luiz Otávio ou Lucas Otávio? E segundo: quem usa a camisa 32, Ferdinando ou Matheus?




MARACANÃ, 66 ANOS
A foto é do dia 15 de maio de 2009, quando estivemos no Rio de Janeiro para acompanhar a segunda partida do Avaí contra o Flamengo no Campeonato Brasileiro daquele ano, que terminou em 0 a 0.

Faço a publicação da foto (bons tempos...), em função de que o estádio que já foi o maior do Mundo, que se chama Jornalista Mário Filho, conhecido mundialmente como "Maracanã", hoje completa seus 67 anos!

Parabéns, Maraca!







Saudações AvAiAnAs!

10 Comentários:

José Antônio disse...

André, acho que o maracanã completa 67 anos. A final da copa do mundo de 1950 foi no maracanã.
Abraço.

Raniere disse...

André, a minha maior preocupação é justamente saber que a mediocridade, no Avaí, é uma obrigação. Se fosse uma opção, talvez houvesse uma esperança. É por isso que concordo plenamente com o Aguiar e o Juarez. O que vemos hoje no clube no que se refere a elenco, resultados, marketing, entre outras, é consequência da mentalidade de ser mero coadjuvante. Queremos um Avaí forte, corajoso, ousado, brigador, sem medo de nada e de ninguém.
Grande abraço.

Carlos avaiano disse...

Bom dia André e avaianos de plantão nesse feriadão.
é preciso que essa diretoria nos convençam de que podemos dar um voto de confiança e ter dias mais promissores dentro do campeonato, com atitudes dentro e fora do campo que nos impressionem positivamente.
Ex: o que faz o ferdinando no elenco? Toshi?
Numero na folha de pagamento?
E quantos outros nesta situação que nem banco são?
Hora se nem pra banco servem, gastar com folha pra quê?
Somando todos esses salários, dava pra contratar um jogador nível seleção que faça a diferença em campo.
Essa é a receita pra quem tem pouca receita, gastar o nescessario com qualidade e não apostas em refugos de outros que querem se livrar e desinchar suas folhas.

André Tarnowsky Filho disse...

José Antônio,

Estás coberto de razão.
Devidamente corrigido!
Obrigado!

Abraço!

Alexandre Carlos Aguiar disse...

Queria deixar claro que, antes que me imaginem um louco à espera de uma campeonato da libertadores, reconheço as nossas fragilidades e deficiências. O que eu contesto é isto ser elevado à máxima potência, como se já estivéssemos derrotados antes de jogo acabar. É se entregar sem luta.
Que somos fracos todos sabem, mas mesmo assim não nos doamos?
Então é melhor rasgar o hino naquela parte que fala de "o time da raça".

Adrian Goncalves disse...

Ferdinando véi com um acordo judicial!
E Toshi o pai dele paga para ele estar aqui, entao estes dois são o menor dos problemas.
Na verdade dão e " lucro "
E essa história já é mais velha que minha vó!

André Tarnowsky Filho disse...

Raniere,

Infelizmente, ainda que não esteja gastando mais do que pode, algumas "limpezas" dentro do Avaí não foram feitas e nisso o "choque de gestão" do Battistotti está devendo...

Abraço!

André Tarnowsky Filho disse...

Carlos Avaiano,

Como amplamente divulgado, o Ferdinando veio em função de um acordo judicial, não exatamente para reforçar. Quanto ao Toshi, é um investimento do pai dele, que não sai do cofre do clube.
A folha não é alta, mas só com a "dona Justa" são R$ 650 mil/mês.
E assim vai...
Mas teu raciocínio é correto.

André Tarnowsky Filho disse...

Aguiar,

Diria que nem é o fato de estarmos derrotados antes de jogo acabar, mas já entrar em campo numa postura covarde, frouxos na marcação e aceitando o toque de bola do adversário...

André Tarnowsky Filho disse...

Adrian Gonçalves,

Estás certo!

Postar um comentário

A MODERAÇÃO DE COMENTÁRIOS FOI ATIVADA. Os comentários passam por um sistema de moderação, ou seja, eles são lidos, antes de serem publicados pelo autor do Blog.

Odontokist

Arquivos do Blog

  ©André Tarnowsky Filho - Todos os direitos reservados.

Modificado por Marcos TOTÔ | Template by Dicas Blogger | Topo