domingo, 25 de junho de 2017

Bom dia, Azurras - nº 2.599

AINDA SOBRE A PIOR CAMPANHA
Ontem comentei que no Campeonato Brasileiro da Série A de 2007, o América-RN alcançou uma marca nada elogiável, a pior campanha de um time no Brasileirãoterminando a competição na lanterna com apenas 17 pontos ganhos dos 114 disputados, ou seja, 14,91% de aproveitamento.

Fiz um paralelo, nada animador, com a situação do Avaí, e por uma questão matemática, mantida os atuais padrões de desempenho, o Leão não conseguirá "roubar" essa conquista potiguar...

Porém, o que não é novidade para ninguém, permanecendo com o atual aproveitamento, que hoje é de 18,51%Leão não conseguirá seu ÚNICO objetivo de 2017, que é a permanência na elite do futebol brasileiro em 2018.

Talvez alguém possa querer contestar, que o Tarnowsky está sendo duro demais, que chegamos à final do Catarinense, mas até nisso, quando as coisas eram favoráveis ao Avaí, trataram de inventar situações e foram se acostumando com a mediocridade.

De tanto se acostumarem com as derrotas e eliminações este ano, hoje fica difícil enxergar um horizonte mais promissor, o que nos leva a crer que, efetivamente, cumpriremos nossa prior campanha na era dos pontos corridos...




QUESTÃO MATEMÁTICA
Como coloquei anteriormente, o aproveitamento do Leão, hoje, não chega a 19%, estando em exatos 18,51%, o que convenhamos, é muito pouco. Para se ter uma ideia, mantendo o atual desempenho, o Avaí conseguirá chegar a 20 ou 21 pontos ao final das 38 rodadas, superando com sobras o América-RN, mas rebaixado com grande antecedência.

Levando-se em consideração os atuais padrões do Campeonato Brasileiro da Série A, pontos corridos e com a participação de 20 clubes, certamente estaremos longe do nosso rebaixamento de 2011, quando somamos 31 pontos, bem como no de 2015, onde foram somados 42 pontos.

A hora da reação não é agora. Já estamos atrasados!




ALGO EM COMUM
Quando se fala de campanha ruim, não há dúvidas de que os clubes de Santa Catarina gostam de fazer papel nada honroso dentro do Brasileirão. Nos últimos anos, em 2011, 2012, 2014 e 2015, a lanterna sempre ficou com um clube daqui com Avaí, Figueirense, Criciúma e Joinville, respectivamente.

Em 2011, o Leão ficou na última colocação com apenas 31 pontos ganhos. No ano seguinte, foi a vez do "doladelá" conseguir a "pior lanterna" dos Catarinenses, com míseros 30 pontos ganhos. Em 2014, o Tigre foi rebaixado com 32 pontos ganhos e em 2015 o Coelho repetiu a pontuação do Leão, 31.

Como salientei anteriormente, mantendo o atual desempenho, o Avaí conseguirá chegar a 20 ou 21 pontos ao final das 38 rodadas, superando com sobras o América-RN, mas "desbancará" o "doladelá"...




ÚNICO OBJETIVO
Quando escrevi na primeira nota desta Bom dia, Azurras que Leão não conseguirá seu ÚNICO objetivo de 2017, a permanência na elite do futebol brasileiro em 2018, o fiz baseado no comportamento medroso e excessivamente precavido adotado no Sul da Ilha.

Basta fazer um "replay" das várias competições que disputamos até aqui para notarmos que nenhuma delas foi  disputada com afinco, com a garra necessária para nos levar às conquistas, seja no Catarinense, na Primeira Liga, Copa do Brasil e Brasileirão, e ouso acrescentar um outro, os Clássicos...

Tentem relembrar como fomos caindo, disputa a disputa...




CATARINENSE
O Avaí começou o Campeonato Catarinense fazendo uma bela conquista, e diga-se de passagem, com uma rodada de antecedência, com 4 pontos de vantagem para o segundo colocado, só não chegando a 6 pontos em função do equivocado planejamento avaiano.

Depois de vencer o Almirante Barroso em Itajaí, era hora de lotar a Ressacada para a entrega da Taça Atlético de Medelin, mas os "experts" preferiram um time reserva contra o Inter de Lages e ficamos no 1 a 1...

O returno foi desastroso, com bastidor tumultuado, lesões e outras "caras e bocas" entre jogadores e comissão técnica. A vantagem de decidir em casa foi para o espaço, quando perdemos a vantagem de 4 pontos do turno para absurdos 5 pontos na classificação geral. 

Como não perceber uma diferença numérica tão absurda?




PRIMEIRA LIGA
Na primeira partida oficial do Avaí este ano, apesar de amistosa, derrota em Paranaguá por 2 a 1 para o Rio Branco, havia o pretexto de que era início de temporada, que os jogadores ainda estavam com a musculatura presa...

Porém, logo em seguida, e na mesma viagem, veio a estreia na Primeira Liga, e nova derrota, 2 a 0 para o Paraná, em Curitiba. Com algumas poucas variações, era o time que havia conquistado o acesso na Série B de 2016...

Após a derrota em Curitiba, alegando priorizar o Catarinense, o Avaí utilizou um time inteiramente reserva contra o Londrina e nova derrota, dessa vez na Ressacada, 1 a 0...

O Leão estava eliminado da competição...




COPA DO BRASIL
A primeira fase da Copa do Brasil foi tranquila, 2 a 1 na Desportiva Ferroviária, com praticamente a mesma equipe do ano passado, sem a presença de Marquinhos e com gols de Diego Jardel e Rômulo.

Porém, na fase seguinte, também em jogo único, empate em 1 a 1 com o Luverdense na Ressacada, eliminação nos pênaltis e jogando com o time completo, diga-se de passagem...

Além da eliminação, o Avaí perdeu mais de R$ 1 milhão, visto que na fase seguinte, a competição voltou ao sistema antigo com jogos de ida e volta, e se tivesse superado o Luverdense, enfrentaria o Corinthians...




CLÁSSICOS
Escrevi anteriormente que o "Clássico" também é uma outra competição. No turno do Catarinense, apesar de ter conquistado essa fase de forma invicta, o Avaí ficou no 0 a 0, na Ressacada, tendo sido dominado pelo adversário. O filme se repetiu no returno, inclusive com o placar, mas dessa vez o Leão foi "levemente" melhor...

Na Primeira Liga, com o time titular, e enfrentando um "doladelá" em crise, novo empate, dessa vez em 1 a 1...

Até nos Clássicos, quando o Avaí se apresentou sempre em melhores condições na tabela de classificação, com o adversário brigando para não ser rebaixado, os comandados de Claudinei Oliveira não tiveram competência para vencer...




SÉRIE A
Sempre fui muito otimista em relação as coisas do Avaí, mas ao fazer essa retrospectiva desde o início do ano, tentando entender a "lanterna", é mais do que natural de que as preocupações tenham chegado a níveis elevados.

É sempre bom lembrar, já chegamos a 23,68% dos jogos da Série A, e quando sairmos de campo no Rio de Janeiro, 26,31% terão sido jogados, ou seja, mais de um quarto da competição.

Claro que vejo condições de recuperarmos esse terreno perdido, mas sejamos sensatos, não será tarefa fácil, principalmente para que sempre faz o mesmo caminho tentando achar um outro lugar, se é que me entendem...




CADA UM NO SEU QUADRADO
Soube pelo twitter do repórter Janniter de Cordes, da CBN Diário, que alguns integrantes da Torcida Mancha Azul entraram no campo da Ressacada para cobrar os jogadores e comissão técnica do Avaí.

Em primeiro lugar, creio que cada um deve ficar no seu quadrado, torcida torcendo, jogadores jogando. Além disso, seria interessante saber quem abriu a porta para que esses torcedores tivessem acesso ao gramado, afinal, entendo que a Ressacada não é a "casa da Mãe Joana", nem porta de igreja, que está sempre aberta.

De qualquer forma, valeu para que alguns dirigentes entendam que nem tudo são sorrisos e fotos...








Saudações AvAiAnAs!

4 Comentários:

Carlos avaiano disse...

Estou assistindo a fórmula 1 minha outra paixão aos domingos, e talvez apartir do segundo turno do brasileirão, seja a única que terei satisfação em assistir, pois neste esporte tudo é investigado, sem tramoias, tornando as disputas justas, não importa o nome e história da escuderia.

Digo isso porque quando começou a temporada pro Avai, a CBF chamou o Clube para a primeira liga e o clube respondeu: PRESENTE e só.
Fez a chamada pra copa do brasil, e outra vez respondeu: presente em duas fases e só.
Veio o Catarinense e nos enganaram no primeiro turno, deram esperanças dentro e fora de campo, depois nós torcedores, viramos plateia de circo, e depois fizemos parte do espetáculo como palhaços.
Enfim sobrou o brasileirão.
Então comentamos aqui, nos restou o brasileiro pra salvar o ano.
Aí era pro presidente apostar todas as fichas nesse rentável campeonato e cair de cabeça, seria uma atitude de quem errou tanto nas competições anteriores.
Seria, pois o que estamos vendo mais uma vez é o amadorismo brincando de profissionalismo com uma entidade glóriosa e com uma legião de seguidores apaixonados que deixam suas residências, momentos em família, enfrentam trânsito complicado, sol, chuva, vento sul, frio, para acreditarem que serão
respeitados pelos representantes dentro do campo e na sala da presidência.
Aí somos presenteados com essa humilhação, falta de respeito, indiferença em nome de vaidades colocadas a cima do clube e sua torcida, única razão da existência do clube.
Continuo sócio.

Tiago Soares disse...

Pré jogo Fluminense, fiz um comentário aqui não muito otimista quanto as possibilidades do nosso time no campeonato, mas na tua forma otimista André, falasse que nosso campeonato começaria naquele dia, creio eu que acreditando em uma virada, admiro sua forma de pensar positivo e tá mais do que certo. E criticar somente não levará a lugar nenhum, mas sem um soco na mesa, e umas contratações pontuais seremos rebaixados rodadas antes... Entramos em uma normalidade em perder jogos, onde parece já aceitamos o nosso futuro negativo. Isso com o salário em dia, ao contrário dos outros anos , essa por enquanto não pode ser a desculpa dessa meia dúzia de boleiro ruim de bola.

André Tarnowsky Filho disse...

Carlos Avaiano,

Ao que tudo indica, o Avaí segue pecando por ter dirigentes mais preocupados com suas imagens na mídia do que com o próprio clube...
Dirigente que não suporta um crítica, nem deveria se expor. Pior ainda os idiotas que só vivem bem com elogios...

André Tarnowsky Filho disse...

Tiago Soares,

Assim como temos boleiros ruins de bola, temos dirigentes amadores, vaidosos...
Os resultados até aqui são vergonhosos, e olha que escrevo depois da partida contra o Botafogo...
Já fui mais otimista!

Postar um comentário

A MODERAÇÃO DE COMENTÁRIOS FOI ATIVADA. Os comentários passam por um sistema de moderação, ou seja, eles são lidos, antes de serem publicados pelo autor do Blog.

Odontokist

Arquivos do Blog

  ©André Tarnowsky Filho - Todos os direitos reservados.

Modificado por Marcos TOTÔ | Template by Dicas Blogger | Topo