quinta-feira, 6 de julho de 2017

Bom dia, Azurras - nº 2.610

QUANDO A IRRESPONSABILIDADE FALA MAIS ALTO
Ouvindo o que disse o presidente do Avaí, Francisco José Battistotti, no estúdio da Rádio CBN Diário, durante o programa Debate Diário, chega-se à conclusão de que até agora só irresponsáveis passaram na presidência do clube.

Apesar de ter feito parte da diretoria nos últimos 15 anos, ou mais, Battistotti nunca teve a "caneta" para decidir algumas situações. Além disso, com a mudança na "regra do jogo", é óbvio que tenha que gastar dentro do orçamento, sob pena de ter que bancar com seu próprio patrimônio...

Porém, o que assusta no discurso do atual mandatário, é a irresponsabilidade cometida antes de assumir o cargo, e os exemplos são vários...

Nem vou colocar aqui o que foi feito pelo então presidente João Nilson Zunino, que teve em seu último ano de gestão o problema de saúde, que lhe tirou do comando do clube, bem como a própria vida.

No entanto, e isso não se disse hoje, o Avaí não tinha um presidente para suceder Zunino, que fez e aconteceu, inclusive colocando dinheiro de seu próprio bolso. É verdade que também deixou muita dívida, mas, indubitavelmente, deixou um clube num outro patamar de onde o pegou.

No entanto, se Zunino ficou toda uma década no comando do clube e deixou dívidas, desde que foi hospitalizado, o Avaí Futebol Clube perdeu não só seu mandatário como também um administrador de pulso, que visasse um futuro mais promissor para o clube.

A irresponsabilidade do título, cantada em verso e prosa por Battistotti, diz respeito aos, ou "ao", que não olhou para o futuro do clube, causando todo o tipo de mazelas nas finanças do Avaí...




SEM CRITÉRIO
Nos últimos tempos, por exemplo, antes de Battistotti assumir, já se sabia que nem o lateral esquerdo Eltinho, nem o atacante Roberto, deveriam ter seus contratos renovados, mas, por obra e graça...

Com o rebaixamento do Leão em 2015, os jogadores citados tinham contrato em vigor, mas acabaram sendo deixado de lado, com salários atrasados, e com um diretor de esportes que "jurava" abrir o mercado dos Estados Unidos para os dois...

Eltinho e Roberto não foram para o mercado norte-americano, assim como não receberam do clube, recorrendo à "dona Justa", onde obviamente, tiveram seus pleitos atendidos...

Perde o Avaí...




IRRESPONSABILIDADE PROTEGIDA
Esse tipo de atitude irresponsável, no que concerne a Eltinho e Roberto, caberia, sim, uma ação do clube para cobrar dos autores dessas vergonhas, ação para que ressarcissem o clube, mas conforme conversa que tive na última Feijoada do Avaí, muitos "amiguinhos" resolveram proteger a "figura pública"...

Mais uma vez, quem arca com a conta é o Avaí Futebol Clube, enquanto os irresponsáveis, os causadores desse dano patrimonial, saem de fininho, como se nada tivessem feito, o que é pior, como se "bons moços" fossem...




OPORTUNISTA
A maior piada que ouvi nas declarações de Battistotti ontem, diz respeito a Marcelo Gonçalves Costa Lopes, o Gonçalves, então diretor de esportes, cargo hoje assumido por Joceli dos Santos.

Não estou questionando o passado do jogador Gonçalves, mas como diretor, não passou de um grande trapalhão, que caiu no Sul da Ilha por obra e graça do presidente que renunciou.

A piada é que Gonçalves entrou com ação contra o Avaí, para cobrar a premiação pelo acesso à elite do futebol brasileiro ano passado...

Fica a pergunta: por que não cobraram também desse irresponsável a conta que vem sendo cobrada por Eltinho e Roberto? Não iam ser colocados nos Estados Unidos?




CONTA ANTIGA
Há outra figura citada por Battistotti, que nos remete aos tempos de Zunino  e da LA Sports, do empresário Luiz Alberto de Oliveira Martins. Uma das maiores indenizações que o Avaí vem pagando, é do meia George Leandro Abreu de Lima, o Leandrinho, que esteve por aqui em 2011, mas nunca saiu do departamento médico...

Se forçar a memória, ou lembrar de um jogo ou outro que tenha entrado, mas nunca como titular absoluto da posição, porém, deixando um rastro enorme nos cofres do clube, como um dos maiores credores do Avaí na "dona Justa"...

Uma frustração pelo não aproveitamento do atleta e uma revolta pelo contrato feito...




NÃO ERA DO RAMO
Se tem alguém que não tinha a mínima afinidade com o futebol, é o presidente que renunciou, quer dentro de campo, ou na administração...

Em 2015, ano do rebaixamento do Leão, houve um determinado momento em que o clube possuía três atacantes com o mesmo estilo, André Lima, William e Léo Gamalho. O atual atacante do Vitória não estava "dando conta do recado", e dizem, Battistotti atropelou Arini e Chico Lins e foi buscar o gordo William, então na reserva do Ceará...

Em sua segunda passagem pelo Leão, W9 não se firmou, nem emagreceu, acabando por se contundir. Nova contratação, o bom Léo Gamalho, mas o "ciúme" bateu forte no Sul da Ilha...

André Lima, que nem titular era, então com um salário mais baixo que Gamalho, "recorreu" ao atencioso e amado presidente, solicitando equiparação salarial, no que foi atendido. Hoje, o xará Lima é mais um credor do Leão...




A VOZ DO PRESIDENTE
Claro que a entrevista de Battistotti ontem não trouxe qualquer novidade, até posso enumerar aqui cada nota escrita, já abordada anteriormente nesse espaço. Até imaginei que os da "mesa bicuda" fossem perguntar sobre a tal reunião que o mandatário avaiano teria com alguns empresários da Ilha, para enxugar o débito trabalhista, mas passaram batido, preferindo focar no "din-din" bloqueado pela "dona Justa" na Rede Globo...

A entrevista serviu para Battistotti mostrar que não é o causador do rombo, mas um administrador do clube...

Além disso, serviu também para que o mandatário declarasse que já não está tão convicto de sua candidatura à reeleição, essa sim, uma novidade...

Resta saber que nomes surgirão até novembro, mas sigo na mesma linha de raciocínio de semana passada: o desempenho do time de Claudinei Oliveira vai indicar o próximo presidente!




NA TERRA E NA LUA
Dia desses, soube que o zagueiro Betão, titular absoluto do Leão, disse em entrevista que não se pode garantir, hoje, que o Avaí seguirá na elite do futebol brasileiro em 2018. Pelo lado antagônico da questão, Battistotti afirmou ontem que o Avaí seguirá na Série A na próxima temporada...

Estranhamente, o próprio Battistotti reconheceu que a campanha está aquém do que se pretendia, e por isso fico imaginando que, passados quase 29% da competição, o que leva o mandatário avaiano a ter essa certeza, certeza de vitórias, no restante da Série A?

Ao que tudo indica, tem gente com os pés no chão, enquanto outros estão pisando na lua...





Saudações AvAiAnAs!

Patrocínio:

4 Comentários:

Alexandre Carlos Aguiar disse...

Se ninguém sabe, eu acompanhei de perto, bem de perto a gestão Zunino. Depois que ele saiu, constatei que seus sucessores jogaram no ralo tudo o que ele fez de certo no clube e exacerbaram os erros. Claro, para dizer que eram diferentes, que era outra gestão, numa clara demonstração de inventores da roda.
Nada do que foi dito é novidade. Tudo isto já foi enumerado por diversas vezes por nós. Aliás, quando eu larguei tudo, lá no ano passado, deixando de ir ao estádio e nem sequer escrevendo em meu espaço, assim que o sucessor do banana assumiu, foi porque eu já antevia tudo isto e sabia no que ia dar. o acesso não foi algo conquistado pelo maçon, como ele gosta de arrogar, mas por fatores de dentro do vestiário, coisa a qual ele nunca apitou, essa é a verdade.
A conta, agora, veio para ser paga por quem quis fechar os olhos para o óbvio. Aguardem que vai ficar pior.

ney.lf disse...

Administrador que coloca dinheiro no clube é mau gestor, simples assim, quanto mais quando pela incompetência administrativa o clube fica lhe devendo após sua gestão.
Quanto ao ex-presidente que renunciou, não sei porque omitem seu nome enquanto o do Batisttoti é citado várias vezes.
Quanto ao Batisttoti, por não ter a caneta mas fazendo parte da Administração não lhe isenta de ser co-responsável.
Se não concordava com a situação que renunciasse e denunciasse ou tornasse público as mazelas que estavam causando ao clube.
Sair agora atirando em seu antecessor fazendo parte da "equipe" é jogar para a galera.
Assuma seus erros que dói menos.
Sua administração está mais para pavão, artista da RBS que não se cansa de dar as notícias em primeira mão para manter a amizade com esta cambada do que um gestor de respeito.
Só aparece nas apresentações de jogadores de nome, os desconhecidos ficam a cargo do fantasma Joceli.
Quero ver a desculpa final do ano quando Maycon, Juan e Willians, seus craques apresentados, tornarem-se os MICOS do ano com o clube rebaixado.
Provavelmente a culpa será do seu antecessor...

André Tarnowsky Filho disse...

Aguiar,

Se vai ficar pior, não sei, mas não duvido mesmo...

André Tarnowsky Filho disse...

Ney LF,

Nem tu citaste o nome do que renunciou...
No mais, principalmente em relação ao Battistotti, creio que o atual mandatário precisa rever conceitos. Simples assim.

Postar um comentário

A MODERAÇÃO DE COMENTÁRIOS FOI ATIVADA. Os comentários passam por um sistema de moderação, ou seja, eles são lidos, antes de serem publicados pelo autor do Blog.

Odontokist

Arquivos do Blog

  ©André Tarnowsky Filho - Todos os direitos reservados.

Modificado por Marcos TOTÔ | Template by Dicas Blogger | Topo