segunda-feira, 7 de agosto de 2017

UM "MIGUÉ", by Byghal

Isso que vem acontecendo, como dizem alguns, é um "Migué".

Sempre quando o Claudinei coloca a corda no pescoço, o time vai bem, depois volta ao normal, até que o pescoço do Claudinei seja, novamente, ornamentado.

Estamos, na verdade, em apuros, até porque ontem não poderia haver, sequer, o empate.

E é simples verificar que estamos nada bem, basta saber que nosso aproveitamento no primeiro turno, beira os trinta por cento e, para que consigamos, apenas, ficar na Série A em 2018, precisamos de um rendimento beirando os cinquenta por cento, no segundo turno.

Não é inviável, mas bem pouco provável, com esse elenco de Série B.

Como se diz, normalmente, tomara que eu queime a língua.

Ontem, até, fomos bem, contra o Santos, um time muito perigoso, mesmo desfalcado e, ficamos num empate.

Jogar bem e empatar todos os jogos nos leva para a B.

O que a gente precisa, é reforçar o elenco, contratando jogadores de verdade, do tipo daqueles em que a torcida deposita a maior esperança, joga junto, acredita.

Fazer um time que leve nossa torcida entusiasmada e confiante para o estádio, com a certeza de uma boa atuação e, até, de uma vitória.

Com esse time, jogando de vez em quando, de acordo com o pescoço do Claudinei, vai ser muito difícil cumprir nosso mais importante e mixuruca objetivo.

Jogar Série A, com dinheiro de Série B, também é um "Migué".

Byghal

* Luiz Augusto "Byghal" da Costa é associado do Avaí FC

6 Comentários:

Pablo Antony disse...

Concordo plenamente.
Não dá pra jogar série A se defendendo o tempo inteiro. É sem ter um meio com o mínimo de qualidade sem um único se quer que possa colocar o ataque em boas condições de fazer o gol. O fato é: não temos no nosso meio campo um jogador de qualidade que tenha condições de dar um bom passe. quando a bola passa pelo meio é jogada morta.

Arao Simao disse...

Estamos na série "A",com jogadores e salários de série "B", obviamente se assim continuar, iremos para a série que a direção avaiano quer que estejamos.com este elenco não sairemos nunca da área de descendo.

André Tarnowsky Filho disse...

Pablo Antony,

Estamos atrasados mais uma vez...

André Tarnowsky Filho disse...

Arão Simião,

Exatamente: jogadores e salários de Série B!

Alexandre Carlos Aguiar disse...

Sabe qual é o outro Migué? É a história de que não se pode contratar para guardar o dinheiro que deve pagar dívidas e evitar que falte o famigerado salário lá em Outubro.
E aí, temos que nos contentar com o time contratado ruim e com o treinador covarde.
Bom, então, por esta lógica, se houver uma contratação de peso e um treinador com capacidade, o time vai jogar mais bola, mesmo faltando salário lá em outubro?
Ou seja, de Migué em Migué...

André Tarnowsky Filho disse...

Aguiar,

Sim, efetivamente, creio que caberiam ao menos duas contratações, ao invés de sempre contratarem aquele tipo de jogador que não faz nem acontece, apenas onerando a folha de pagamento do clube...

Postar um comentário

A MODERAÇÃO DE COMENTÁRIOS FOI ATIVADA. Os comentários passam por um sistema de moderação, ou seja, eles são lidos, antes de serem publicados pelo autor do Blog.

Odontokist

Arquivos do Blog

  ©André Tarnowsky Filho - Todos os direitos reservados.

Modificado por Marcos TOTÔ | Template by Dicas Blogger | Topo