quinta-feira, 2 de março de 2017

Bom dia, Azurras - nº 2.484

QUE DECEPÇÃO!
Imagino que a torcida avaiana, ao menos aquela que tenha se deslocado até o estádio, esteja se sentindo muito indignada com o resultado de ontem...

Porém, diferente das outras vezes, nem vou me preocupar em analisar o fraco desempenho do Avaí, contido por um time aplicado, sério, sem estrelas, mas que tem tanto futebol quanto os comandados do técnico Claudinei Oliveira.

O Avaí foi eliminado da Copa do Brasil porque imaginou que estava jogando o Campeonato Catarinense, que apesar e nos alegrar, nos deixar satisfeitos com o atual desempenho, mostra que não serve de parâmetro para nada.

Quando o Luverdense fez 1 a 0 no placar, antes dos 15 minutos iniciais, vimos um jogador sambar em ritmo de carnaval na frente de Ferdinando, que marcou com os olhos. Por mais que tenha reduzido seu débito trabalhista, dentro de campo a coisa não vem funcionando...

O placar do primeiro tempo ficou assim, mas não sem antes afirmarmos que o Leão foi prejudicado pela arbitragem num gol mal anulado de Denilson, que poderia ter dado um novo ânimo para o Leão na segunda etapa.

Para o segundo tempo, creio que Claudinei Oliveira se equivocou. Veio com duas substituições, uma delas Júnior Dutra no lugar de Diego Jardel, e outra, Caio Cesar entrando na vaga de Renato. O equívoco deu-se em manter Marquinhos em campo. Uma coisa é respeitar a história do galego  no Avaí, outra, bem diferente, é fazer com que fique em campo sem render absolutamente nada.

Mesmo assim, o empate veio, aos 21 minutos, fruto do oportunismo de Júnior Dutra, após bom ataque avaiano e do rebote do goleiro.

O Avaí até foi melhor na partida, com mais chances de gol, com mais presença no campo adversário, mas insuficiente para desempatar a partida e fugir das penalidades, que virou um pesadelo no Sul da Ilha...




DISPUTA POR PÊNALTIS
Marquinhos cobrou muito mal outra vez e perdeu...
Luverdense, com Rafael Silva, 1 a 0...
Júnior Dutra, simples, empatou, 1 a 1...
Paulinho desempata, Luverdense 2 a 1...
O desmotivado Rômulo perde...
Kozlinski se agiganta diante de Aderlan...
Alemão empata, 2 a 2...
 Macena coloca o Luverdense em vantagem, 3 a 2...
Leandro Silva trata de acabar com o sonho...




ELIMINAÇÃO DIDÁTICA
Sem querer fugir da realidade avaiana, a eliminação da Copa do Brasil custou muito caro para o Avaí, exatos R$ 680 mil, sem contar os ganhos futuros com um confronto milionário contra o Corinthians...

Porém, voltando para o nosso "chão", há que se entender algumas coisas básicas: o elenco é fraco, limitado, e não adianta insistir com quem não vem desempenhando. Há que se buscar reforços, pontuais, sim, mas não podemos olha para a Série A apenas com esse elenco e com a "história" de alguns jogadores...

Contra o Internacional de Lages, esqueçam essa balela de "poupar" jogadores: ninguém poupa o que não tem, e além disso, que joguem para conquistar a única coisa que esse elenco poderá ganhar.




DOURANDO A PÍLULA
O site do Avaí publicou uma matéria ontem, cujo título acaba deixando margem para dúvidas: "CLAUDINEI OLIVEIRA INVICTO COM MARQUINHOS EM CAMPO".

Que se queira enaltecer a história de Marquinhos dentro do clube, até acho louvável, mas a classificação na primeira fase da Copa do Brasil não teve M10 em campo, e nem mesmo os 3 a 0 diante do Almirante Barroso, que nos garantiu o título do turno e a vaga na final do Catarinense.

Outra coisa: Joceli dos Santos, baseado em informação do médico Luis Fernando Funchal, disse tempos atrás que seria o ano de Marquinhos. Não foi, não está sendo, nem será. Quem está mentindo? A quem querem enganar?






Saudações AvAiAnAs!

20 Comentários:

Alexandre Carlos Aguiar disse...

Esse filme ficou velho e desgastado. Ou Marquinhos pendura as chuteiras, ou o Avaí continua patinando. Simples assim.

Raniere disse...

André, mais um BDA perfeito!
A dupla de volantes que enfrentou a barbie foi reeditada e mais uma vez foi inoperante. Acho que já deu pra bola, né? Claudinei não pode mais cometer este erro.
Marquinhos tem uma história bonita no Avaí, e entre erros e acertos, ainda tem um saldo bem positivo. É ídolo na Ressacada. Entretanto, vê-lo em campo arrastando-se e perdendo penalidades, aumenta, e muito, a preocupação com o futuro do time neste ano. Enfrentaremos equipes muito mais qualificadas e mais velozes. Precisamos urgentemente do próximo "camisa 10".
Caso o Avaí seja o campeão catarinense (tomara!), será o momento ideal do Marquinhos anunciar a aposentadoria. Sairá por cima.
A disputa por penalidades é uma loteria, que é vencida pelos jogadores melhores preparados. O Avaí demonstrou que não estava preparado para a disputa por penalidades.
A vida segue. Temos um returno para confirmar o título ou pelo menos trazer o segundo jogo da final para a Ressacada.
Grande abraço.


Antonio Bernardes disse...

A questão é que a imprensa falou uma coisa que é verdade. O Avaí tem 12 jogadores, o time principal com Luan e Judson, um Diego Jardel aplicado, a zaga e ponto, mais o Jr Dutra. O resto é jogador peladeiro que não serve nem pra reserva. Coloco pontualmente em relação aos 2 volantes de meio do jogo de ontem, Ferdinando e Renato. Um é ex jogador, o outro é um guri que de repente podia tentar outra profissão ou um time menor. A questão é que o Avai perdeu 2 dos principais jogadores, já sentiu no clássico. E a questão Marquinhos, alguns dizem que é ex jogador. Talvez seja, mais em alguns jogos ele colabora, com 2 volantes fracos e sem marcação fica difícil, a zaga sente e o ataque também, já que poucas bolas são roubadas. Demorou pro Leão trazer um meia de ligação, 2 volantes bons de marcação, 1 atacante e mais um ou outro jogador pra abastecer o elenco do Avai.

ManoelNilson disse...

André, o nosso maior problema está e sempre esteve no meio campo. Nossos volantes, com exceção de Lucas da Sá que vive no DM, só marcam e não sabem sair jogado.Este é um problema crônico que a nossa comissão técnica não resolve. Os de ontem nem marcavamos. Ou o Avaí contrata dois volantes e um meia que joguem (M10 é ex jogador, mas merece respeito) ou então, cedo, muito cedo, o sr. Battistotti vai deixar de tomar seu refrigerante junto à torcida antes dos jogos, como tem feito ultimamente. Ontem assistimos à uma aula de como deve jogar um 10 num time, principalmente. Espero que o sr Claudinei tenha prestado atenção.A série A está próxima e providências a este respeito precisam ser tomadas, sob penas de darmos vexames no campeonato.

Pablo Antony disse...

Quem achou que seria fácil se enganou. A Luverdense sempre foi um time chato de se vencer dentro da Ressacada. E acredito que este time deles foi o mais organizado dos que passaram por aqui vestindo sua camisa.
Bola pra frente. O mundo não acabou. De positivo fica a certeza de que precisamos de reforços pra encarar a série A. Por fim, Judson e Luan fazem bastante falta. Ferdinando e o menino Renato provaram que dão espaços demais, como fizeram no clássico.

Vamo AVAÍ!

Nelson Andrade Filho disse...

André, na minha opinião dois jogadores se destacaram dos demais.
Alemão e Diego Jardel.
Marquinhos até agora estava sendo prestigiado pelo clube, mas agora está dando prejuízo.
Acho que ele como bom avaiano, deveria reconhecer isso e parar.

Beirão disse...

André, não concordo em relação ao Marquinhos. Vi ele muitas vezes tendo que ir buscar a bola junto aos zagueiros, achei ele aplicado na partida. Mas em relação ao pênalti acho que, ou treina mais, ou para de bater. Outra coisa, volantes com medo de se apresentarem e marcando no olhar não dá né.

Sergio Nativo disse...

A cabeça de M10 pensa em ajudar o Avai, mais o corpo não acompanha. O Avai vive um bom momento e ele ja contribuiu em muito com o clube como o Avai lhe ajudou. Inicio de temporada o time pode seguir sem ele, hora de sair do campo e ir para arquibancada torcer pelo Avai. Afinal, hoje ele é mais torcedor que jogador, se insistir, vai prejudicar o belo trabalho que Claudinei Oliveira vem desenvolvendo no Avai FC

Adrian Goncalves disse...

Por onde anda o volante Naldo?Do Joinville belo jogador vai disputar série c seria uma boa opção!
Ferdinando e Marquinhos são És jogadores só fazem número em campo quer dizer! Não fazem pois são dois a menos em campo está na hora do Claudinei repensar suas escolhas para os jogos.

Victor Carvalho disse...

Boa tarde, André.

Infelizmente perdemos um jogo que com um pouco mais de organização, seria ganho. Pegamos um time bem organizado, mas nada demais; mantivemos a dupla de volantes do clássico e... novamente perdemos o meio campo, o que fez com que a bola estourasse em nossos zagueiros e laterais.
Renato corre errado demais, sempre um passo atrás de seus marcadores, isso faz com que o Ferdinando do alto de seus "75" anos não aguente ficar correndo atrás do outros, haja visto que no segundo tempo, mesmo jogando muito mal com a bola, sem ela, ele foi mais operante, mais combativo, muito devido a entrada do Caio Cesar, que tem mais cancha, é mais maduro além de (mesmo marrento) mais jogador que o Renato.
Infelizmente nossos laterais sempre tão presentes e decisivos, não estiveram em uma noite tão inspirada, ainda assim, não os vi deixando a desejar.
Quanto ao Marquinhos, é um caso a parte, tem alguns lampejos de bom futebol, indubitavelmente ele não se omite, porém não se omitir não quer dizer produzir e ultimamente ele não tem produzido nada.
Deixamos de fazer pingar uns bons trocados, que serviriam para algo melhor no futuro, mas, sem fazer terra arrasada, creio que nos mantemos a frente dos demais adversários de SC, muito por ter um bom sistema de jogo e não por jogadores, assim sendo, se mantivermos a pegada no returno, vejo com bons olhos a conquista do estadual!

Grande abraço.

Victor de Carvalho

André Tarnowsky Filho disse...

Raniere,

Boas colocações.
Virou postagem.

Abraço!

André Tarnowsky Filho disse...

Antônio Bernardes,

Sim, essa economia em trazer um meia que jogue acabou custando caro...
Concordo com as tuas obervações.

André Tarnowsky Filho disse...

Pablo Antony,

Deves ter notado que sempre enalteci o Luverdense.
Se alguém achou que seria fácil, não foi por aqui...
Sim, o mundo não acabou, mas perdemos, ou deixamos de ganhar uma bela grana...

André Tarnowsky Filho disse...

Nelsinho,

Posagora...
Só ele não está percebendo isso, aliás, ele e alguns dirigentes...

André Tarnowsky Filho disse...

Beirão,

Pois é, respeito tua opinião, mas não concordo...

André Tarnowsky Filho disse...

Serjão,

Assino contigo.
Parece que nossos dirigentes estão brincando com coisa séria.
Pode complicar...

André Tarnowsky Filho disse...

Adrian Gonçalves,

Sim, se não tomarem uma atitude logo, quem dança é o Avaí...

André Tarnowsky Filho disse...

Victor de Carvalho,

É isso mesmo.
Ótimas colocações.
Virou postagem.

Abraço!

André Tarnowsky Filho disse...

Manoel Nilson,

Estás coberto de razão.
Battistotti precisa acordar para a realidade. Anda surfando na marola das vitórias, mas o quadro não é dos mais otimistas...

Postar um comentário

A MODERAÇÃO DE COMENTÁRIOS FOI ATIVADA. Os comentários passam por um sistema de moderação, ou seja, eles são lidos, antes de serem publicados pelo autor do Blog.

Odontokist

Arquivos do Blog

  ©André Tarnowsky Filho - Todos os direitos reservados.

Modificado por Marcos TOTÔ | Template by Dicas Blogger | Topo